03:45 19 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira de Israel em Jerusalém

    Israel convoca embaixadores da Bélgica, Espanha e Eslovênia após votação da ONU sobre Gaza

    © Sputnik / Kristina Afanasieva
    Oriente Médio e África
    URL curta
    21727

    Israel reagiu à votação da ONU sobre a situação em Gaza, convocando os embaixadores da Bélgica, Espanha e Eslovênia, ao Ministério das Relações Exteriores israelense nesta segunda-feira (21).

    Anteriormente, o Conselho de Direitos Humanos da ONU decidiu estabelecer um mecanismo independente para investigar as violações das forças de defesa israelenses, que resultaram na morte de mais de 60 manifestantes palestinos e mais de 2.000 feridos durante os protestos pela abertura da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém. 

    O embaixador da Espanha em Israel, Manuel Gomez-Acebo, e a embaixadora da Eslovênia em Israel, Barbara Susnik, foram convocadas ao Ministério das Relações Exteriores em Jerusalém na segunda-feira após os votos de seus países no Conselho de Direitos Humanos da ONU em favor de uma investigação internacional sobre o estado dos direitos humanos em Jerusalém Oriental, na Cisjordânia e em Gaza. O embaixador belga em Israel, Olivier Belle, deve ser convocado na terça-feira.

    A comentar à votação da ONU, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, criticou a decisão, acusando-a de preconceito contra Israel.

    "O órgão que se autodenomina o Conselho de Direitos Humanos provou mais uma vez que é uma organização hipócrita e preconceituosa cujo objetivo é prejudicar Israel e apoiar o terrorismo. Mais do que qualquer outra coisa, mostra como isso é irrelevante. Israel rejeita descaradamente essa decisão anti-Israel e continuará a defender seus cidadãos e soldados como parte de nosso direito à autodefesa", afirmou Netanyahu na ocasião. 

    Mais:

    Ataques de Israel contra Síria foram uma agressão, diz embaixador sírio
    Erdogan: 'O que Israel fez foi brutalidade, atrocidade e terror de Estado'
    Presidente do Irã insta nações muçulmanas a cortar laços com Israel
    Israel rechaça decisão da ONU sobre investigação internacional de massacre de palestinos
    Liga Árabe desenvolve plano para conter reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel
    Tags:
    manifestantes, protestos, ONU, Gaza, EUA, Espanha, Bélgica, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik