14:03 21 Maio 2018
Ouvir Rádio
    O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, faz um discurso no Palácio Presidencial Ittihadiya no Cairo, Egito (arquivo)

    Presidente do Egito acusa EUA de causar instabilidade no Oriente Médio

    © REUTERS / The Egyptian Presidency
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Transferência da embaixada dos EUA 'incendeia' Faixa de Gaza (21)
    9191

    O presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, disse nesta quarta-feira que a mudança da Embaixada dos Estados Unidos em Israel de Tel Aviv para Jerusalém é fonte de instabilidade para a região.

    Nos últimos dias, soldados israelenses mataram dezenas de palestinos e deixaram outras centenas de feridos durante protestos na Faixa de Gaza contra esse reconhecimento oficial dos EUA de Jerusalém como capital de Israel, em meio às comemorações de 70 anos de fundação do Estado judaico.

    Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (Arquivo)
    © AFP 2018 / STR / TURKISH PRESIDENTIAL PRESS OFFICE

    "Na mudança da Embaixada dos EUA, nós dissemos que essa questão teria repercussões negativas na opinião pública árabe e islâmica, levando a um tipo de insatisfação e instabilidade, e que teria repercussões na causa palestina", afirmou o presidente egípcio, que é aliado do governo norte-americano. 

    Sisi pediu aos israelenses que entendam as reações do povo palestino nesse caso, uma vez que elas são legítimas e merecem todo o cuidado, para evitar mais mortes na região. 

    Tema:
    Transferência da embaixada dos EUA 'incendeia' Faixa de Gaza (21)

    Mais:

    Militares israelenses atacam posto do Hamas no norte da Faixa de Gaza
    Peru condena ataque israelense a Gaza
    'Terrível': ONU exige investigação minuciosa sobre massacre de Israel na Faixa de Gaza
    Turquia pede que Estados muçulmanos revejam laços com Israel em meio à violência em Gaza
    Tags:
    Abdel Fattah al-Sisi, Tel Aviv, Jerusalém, Oriente Médio, Egito, Palestina, Israel, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik