21:37 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Um grupo de advogados palestinos segura bandeiras nacionais durante um protesto contra a decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital do Estado judeu, em 13 de dezembro de 2017

    Independente do acordo de paz com Palestina, Jerusalém será capital de Israel

    © AP Photo / Nasser Shiyoukhi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    685

    Qualquer potencial acordo de paz entre Israel e a Palestina deve contemplar o fato de Jerusalém ser a capital israelense, disse na terça-feira o representante permanente do país na ONU, Danny Danon.

    "Em qualquer acordo de paz com a Palestina, Jerusalém será a capital de Israel", disse Danon ao Conselho de Segurança da ONU, agradecendo ao presidente dos EUA, Donald Trump, por levar a embaixada de seu país para aquela cidade.

    Danon acrescentou que o movimento palestino Hamas está fazendo os cidadãos de Gaza de reféns.

    "O Hamas usou os cidadãos de Gaza como reféns", disse Danon ao Conselho de Segurança da ONU em referência à violência desta segunda-feira na Faixa de Gaza, que deixou 61 mortos e mais de 2.700 feridos.

    A comunidade internacional não está fazendo nada para acabar com os ataques de cidadãos palestinos contra Israel, disse Danon.

    "A comunidade não faz nada para impedir os palestinos quando eles atacam Israel", disse Danon ao Conselho de Segurança da ONU, em referência aos episódios de violência ocorridos em 14 de maio na Faixa de Gaza.

    Mais:

    Israel tem 'balas para todos', provoca aliado de Netanyahu após mortes de palestinos
    'Terrível': ONU exige investigação minuciosa sobre massacre de Israel na Faixa de Gaza
    Enviado da Palestina acusa Israel de ter ligações com terroristas da Frente al-Nusra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik