07:08 23 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Saudi Arabia's King Salman bin Abdulaziz Al Saud (R) presents U.S. President Donald Trump with the Collar of Abdulaziz Al Saud Medal at the Royal Court in Riyadh, Saudi Arabia May 20, 2017

    Arábia Saudita condena mudança de embaixada dos EUA para Jerusalém

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7134

    As autoridades sauditas não reconhecem a transferência da embaixada dos EUA de Tel-Aviv para Jerusalém, e consideram uma provocação contra os muçulmanos em todo o mundo, informou a mídia local nesta terça-feira (15), conforme citação de uma declaração emitida pelo gabinete do país.

    O governo também afirmou que a medida trará "um prejuízo significativo" contra os direitos dos palestinos, garantidos por resoluções internacionais, de acordo com a Saudi Press Agency (SPA).

    Em dezembro do ano passado, o presidente dos EUA, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como a capital de Israel e ordenou que a embaixada dos EUA fosse transferida de Tel-Aviv para lá.

    A decisão polêmica foi criticada e criou agitação no Oriente Médio, sendo condenada por diversos outros países.

    Israel se apoderou da então Jerusalém Oriental, controlada pela Jordânia, durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967. Em 1980, o parlamento israelense adotou a Lei de Jerusalém proclamando toda a cidade capital indivisível de Israel.

    A comunidade internacional não reconhece a anexação e acredita que o status de Jerusalém deve ser acordado com os palestinos, que reivindicam a parte oriental da cidade como a capital de seu futuro estado.

    Mais:

    EUA bloqueiam ação da ONU crítica à violência de Israel contra palestinos
    Israel tem 'balas para todos', provoca aliado de Netanyahu após mortes de palestinos
    'Terrível': ONU exige investigação minuciosa sobre massacre de Israel na Faixa de Gaza
    Enviado da Palestina acusa Israel de ter ligações com terroristas da Frente al-Nusra
    Turquia pede que Estados muçulmanos revejam laços com Israel em meio à violência em Gaza
    Tags:
    conflito israel palestina, Guerra dos Seis Dias, Tel-Aviv, Estados Unidos, Palestina, Oriente Médio, Arábia Saudita, Jerusalém, Israel, EUA, Jordânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik