13:39 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Militantes das Forças Democráticas da Síria

    Chanceler russo: jihadistas estão sendo treinados em área síria controlada pelos EUA

    © AP Photo / SDF
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8410

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou que na área síria de Al-Tanf, controlada pelos EUA, estão sendo treinados jihadistas.

    O chanceler russo informou sobre "coisas estranhas" que estão acontecendo na região da base de Al-Tanf e do acampamento de refugiados Rukban.

    "Estão acontecendo coisas muito estranhas, incluindo preparações dos militantes para que continuem as ações militares contrariando os acordos de cessar-fogo", disse Lavrov em uma coletiva de imprensa conjunta com seu homólogo da Jordânia, Ayman Safadi.

    Na área de Al-Tanf está localizada uma das bases militares estadunidenses na Síria, onde as forças de oposição armada síria são treinadas e equipadas. O acampamento de Rukban se localiza na "zona de segurança" perto da base norte-americana em Al-Tanf, que foi instalada em abril de 2017 sob pretexto de combater o terrorismo sem autorização do governo sírio.

    Além disso, de acordo com uma fonte, perto de outra base norte-americana na Síria, na província de Deir ez-Zor, está sendo preparada a nova provocação de "ataque químico" com ajuda das forças especiais dos EUA.

    "As forças de segurança dos EUA estão planejando provocações na Síria com uso de substâncias proibidas. A operação é liderada por um ex-militante do Daesh [grupo terrorista proibido na Russia], Mishan Idris Hamash. O objetivo é encenar um ataque químico contra os civis para depois espalhar a notícia na mídia", afirmou à Sputnik uma fonte ligada aos serviços secretos da Síria.

    As preparações começaram em 23 de abril com os civis sendo transferidos para o território perto do campo de petróleo Jafra, para que participem da encenação.

    Em novembro de 2017, o Centro Russo de Reconciliação na Síria informou que ao fecharem uma zona de 55 quilômetros em torno de sua base em Al-Tanf, os EUA isolaram mais de 50 mil refugiados, que precisam de ajuda humanitária.

    No mesmo mês, a Rússia propôs ao comando das forças estadunidenses em Al-Tanf para conjuntamente garantir ajuda humanitária aos refugiados. A coalizão, liderada pelos EUA, concordou, mas depois afirmou que não tinha recebido autorização das autoridades sírias quanto a isso.

    Mais:

    Mídia: militantes concordam em se retirar de sua última fortaleza na Síria
    Reino Unido admite morte de civil em ataque britânico na Síria
    Tags:
    militantes sírios, jihadistas, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, Al-Tanf, Rukban, Deir ez-Zor, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik