07:31 15 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Presidente iraniano, Hassan Rouhani, ouvindo explicações sobre novos êxitos na área nuclear, Teerã, 9 de abril de 2018

    Defesa de Israel: Irã congela programa nuclear para tirar proveito máximo

    © AP Photo / Escritório do presidente iraniano
    Oriente Médio e África
    URL curta
    618

    O ministro da Defesa de Israel revela o que está por trás do "congelamento provisório" do programa nuclear iraniano.

    O ministro israelense, Avigdor Lieberman, comentou as recentes declarações oficiais de seu país, afirmando que o suposto programa nuclear secreto do Irã, "não foi encerrado, mas simplesmente congelado para tirar proveito máximo do acordo firmado e, naturalmente, retornar ao programa mais tarde".

    Segundo afirmou em entrevista ao jornal russo Kommersant, documentos da inteligência israelense "confirmam claramente que o Irã participou ativamente não apenas do enriquecimento de urânio, mas também da criação de armas nucleares".

    "O programa foi congelado temporariamente para tirar o proveito máximo do acordo e logo passar para o desenvolvimento de armas nucleares", declarou.

    Ao comentar sobre as novas informações de violações do acordo do Irã, o ministro destacou: "Falamos sobre o principal objetivo do programa nuclear iraniano. Não se trata de dois anos, doze ou vinte. A pergunta é, por que o Irã precisa de urânio enriquecido, por que precisa de um programa nuclear, quando tem reservas colossais de petróleo e gás?".

    Mais:

    Capacidade nuclear do Irã era mais avançada do que Teerã admitiu, diz Casa Branca
    Netanyahu: Israel não busca guerra com Irã
    Israel quer Rússia na investigação sobre projeto nuclear do Irã
    Irã promete resposta 'surpreendente' a Israel em meio a tensões políticas
    Tags:
    armas nucleares, acordo nuclear, Avigdor Lieberman, Benjamin Netanyahu, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik