20:47 22 Maio 2018
Ouvir Rádio
    In this image from APTN video, a man throws a shoe at President George W. Bush during a news conference with Iraq Prime Minister Nouri al-Maliki on Sunday, Dec. 14, 2008, in Baghdad. The man threw two shoes at Bush, one after another. Bush ducked both throws, and neither man was hit.

    Homem que atirou sapatos contra George W. Bush concorre ao parlamento no Iraque (VÍDEO)

    © AP Photo / APTN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    672

    O jornalista iraquiano, preso por atirar seus dois sapatos contra o presidente dos EUA, George W. Bush, em dezembro de 2008, está concorrendo ao Parlamento. Ele promete combater a corrupção e se opõe à ocupação norte-americana no país.

    "Casa Branca: uma instituição estúpida com mísseis inteligentes", escreveu Muntadhar al-Zaidi recentemente em sua página no Facebook.

    Em entrevista concedida ao jornal Albawabh News, em 22 de abril, o ex-jornalista contou que, após ter sido libertado da prisão, fundou uma organização de assistência às vítimas da ocupação norte-americana no Iraque. Ele também defende a prisão de Bush e do ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair. Desde a sída da prisão, ele começou a participar cada vez mais do cenário político local, das manifestações e rodas de discussão.

    O Iraque está se livrando de terroristas, observou ele — agora, deve se livrar da corrupção.

    O jornalista e agora político ficou muito famoso após o "incidente com arremesso de sapatos" em 2008.

    Na época, Bush disse à imprensa iraquiana: "Isso não me incomodou. Se você quer os fatos, era um sapato tamanho 10 que ele atirou… não me senti nem um pouco ameaçado por isso".

    Falando à mídia norte-americana uma semana depois do incidente, o presidente explicou que Zaidi estava "procurando notoriedade", mas que as autoridades iraquianas não deveriam "exagerar". Zaidi acabou sendo condenado a um ano de prisão por agredir um chefe de Estado estrangeiro.

    No entanto, para alguns iraquianos, Zaidi virou um herói. Uma grande estátua do seu sapato, feito em fibra de vidro e cobre, foi construída em um orfanato na cidade de Tikrit, no norte do país, em 2009.

    Os reflexos felinos de Bush, de todo modo, impediram qualquer dano físico. "Eu não tive muito tempo para refletir sobre qualquer coisa. Eu estava me esquivando", lembrou Bush durante uma entrevista, já nos EUA.

    Mais:

    George H. W. Bush é hospitalizado
    Barbara Bush, ex-primeira-dama dos EUA, morre aos 92 anos
    Ex-primeira dama Barbara Bush decide abandonar tratamento médico
    Ivanka Trump nomeia assessores do ex-presidente Bush na Casa Branca
    Trump escolhe ex-conselheiro de Bush como assistente de contraterrorismo
    George W. Bush parabeniza Trump e diz rezar por seu sucesso
    Porta-voz: Bush não votou em Hillary nem em Trump
    Tags:
    sapatos, Muntadhar al-Zaidi, George W. Bush, Iraque, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik