15:09 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Militante do Hezbollah na Torre de Vigilância

    Israel: 80 mil 'extremistas' controlados por Irã operam na Síria

    © AP Photo / Bilal Hussein
    Oriente Médio e África
    URL curta
    623

    O embaixador de Israel nas Nações Unidas afirmou nesta quinta-feira ao Conselho de Segurança da ONU que 80 mil muçulmanos "extremistas" xiitas estão operando sob o comando do Irã na Síria.

    "Há mais de 80 mil extremistas de todo o Oriente Médio, membros das milícias xiitas, atuando na Síria sob controle iraniano", disse o embaixador israelense Danny Danon. Na quarta-feira, Danon foi eleito vice-presidente da 72ª Sessão da Assembleia Geral da ONU.

    O embaixador apresentou ao Conselho de Segurança uma fotografia aérea do que Israel alega ser uma base iraniana nos arredores de Damasco, capital da Síria. Danon chamou as instalações de "centro de instrução e de recrutamento do Irã na Síria", mas acreditou por bem não oferecer nenhuma evidência para apoiar sua declaração.

    É provável que Danon esteja se referindo ao Hezbollah e possivelmente à Organização Badr, entre as mais ativas milícias xiitas na Síria, que lutaram ao lado do Exército Árabe Sírio e da Guarda Revolucionária do Irã contra o Exército Livre da Síria, a Frente al-Nusra, o Daesh e vários outros grupos extremistas islâmicos.

    O Hezbollah é um partido político xiita e militar baseado no Líbano, rotulado como uma organização terrorista pelos Estados Unidos em 1997. A organização evoluiu de uma estrutura baseada em células. A Organização Badr é um partido político iraquiano que lutou contra o Daesh no Iraque e ajudou o governo sírio a retomar Aleppo da Frente al-Nusra e de outros grupos extremistas.

    O anúncio de Danon acontece após o ataque israelense contra a base aérea T-4 na Síria, que matou sete iranianos que operam no país em nome do governo sírio, realizado no dia 9 de abril.

    Desde então, Israel vem se preparado para um potencial conflito militar. Na segunda-feira, Sputnik informou que o país realocou seus F-15 dos exercícios programados no Alasca para mantê-los em alerta máximo em Israel.

    Mais:

    Ministros da Defesa dos EUA e de Israel se reúnem para discutir 'ameaça' iraniana
    Cientista político: mísseis S-300 na Síria alarmam Israel
    Israel retaliará se Irã atacar Tel Aviv, avisa ministro da Defesa
    Mídia: Israel vai bombardear o 'presente russo' para Assad quando ele for aberto
    Tags:
    extremismo, guerra, Daesh, Organização Badr, Hezbollah, Danny Danon, Irã, Israel, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik