13:37 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Presidente iraniano, Hassan Rouhani, ouvindo explicações sobre novos êxitos na área nuclear, Teerã, 9 de abril de 2018

    Irã promete sair do acordo nuclear se EUA se retirarem

    © AP Photo / Escritório do presidente iraniano
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6111

    De acordo com o conselheiro sênior do líder supremo do Irã, o país não vai aceitar quaisquer emendas ao Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, sigla em inglês), também conhecido como acordo nuclear, que não beneficiem Teerã.

    "Qualquer mudança ou emenda ao acordo atual não será aceita pelo Irã. […] Se Trump deixar o acordo, o Irã sem dúvida vai sair. […] O Irã não vai aceitar permanecer em acordo desvantajoso para nós", disse Ali Akbar Velayati, conselheiro sênior do líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei.

    O presidente norte-americano, Donald Trump, tem se mostrado insatisfeito com o acordo nuclear desde o início da campanha eleitoral. Há pouco ele intensificou o discurso, exigindo que o plano seja "consertado" e ameaçando sair dele caso não seja alterado.

    Os países europeus que fazem parte do acordo nuclear expressaram preocupações com as intenções dos EUA, enquanto a Rússia é contra a destruição. A chancelaria russa anunciou que vai seguir as cláusulas do JCPOA enquanto outras partes fizerem o mesmo.

    Por sua vez, o presidente francês, Emmanuel Macron, depois de visitar os EUA, disse querer preservar o acordo, mas ressaltou querer acrescentar algumas novas cláusulas ao documento.

    Mais:

    Ministro do Exterior do Japão quer manter acordo nuclear com o Irã
    Macron: 'Trump sairá do acordo nuclear com o Irã em maio'
    Irã questiona qualificações do 'empreiteiro' Trump para discutir acordo nuclear
    Tags:
    emendas, saída, nuclear, acordo, Donald Trump, Aiatolá Ali Khamenei, Hassan Rouhani, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik