02:36 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    A Torre Azadi e bandeiras iranianas em Teerã

    Irã está pronto a voltar ao programa nuclear caso EUA abandonem acordo

    © Sputnik / Sergei Mamontov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9251

    O ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Javad Zarif, afirmou que, caso os EUA abandonem o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA), ou seja, o acordo internacional acerca do programa nuclear de Teerã, e voltem a introduzir sanções contra o país, o Irã pode retomar o seu programa nuclear.

    "Temos várias opções, e todas essas opções estão prontas. Entre elas estão as que incluem o reinício da nossa atividade nuclear com uma maior velocidade", assinalou Zarif em entrevista ao canal CBS.

    Além disso, o ministro frisou que, se os Estado Unidos abandonarem o acordo, o Irã implementará essas medidas imediatamente. "Essas opções estão prontas para ser realizadas, e nós tomaremos a decisão necessária quando acharmos que é necessário", acrescentou.

    Em janeiro, os EUA, Reino Unido, França e Alemanha criaram um grupo de trabalho para elaborar um acordo abrangente adicional ao JCPOA. O trabalho se iniciou na sequência da postura do presidente norte-americano, Donald Trump, que repetidamente expressou descontentamento com o acordo fechado em 2015 e ameaçou o abandonar caso o documento não fosse "corrigido".

    Em 14 de julho de 2015, o Irã por um lado, e a Rússia, EUA, Reino Unido, China, França e Alemanha por outro, chegaram a um acordo histórico no que diz respeito à regulamentação do problema nuclear iraniano: os países assinaram o JCPOA, o que resultou no cancelamento das sanções econômicas impostas a Teerã por parte do Conselho de Segurança da ONU, EUA e a União Europeia. 

    Mais:

    Quais serão as consequências do fim do acordo nuclear entre EUA e Irã? Analista explica
    Irã diz que caso EUA se retirem do acordo nuclear a resposta será 'desagradável'
    Analista: sistemas S-300 russos na Síria impedirão Israel de agir contra Irã
    Tags:
    programa nuclear iraniano, acordo, Mohammad Javad Zarif, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik