09:03 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    Um funcionário do Comitê Internacional da Cruz Vermelha foi morto a tiros por pessoas desconhecidas enquanto trabalhava em operações humanitárias na província iemenita de Taiz neste sábado.

    De acordo com a organização, Hanna Lahoud, do Líbano, era encarregado pelo programa de detenção da Cruz Vermelha no país e teria sido alvejado quando se deslocava para visitar uma prisão. Ele foi levado às pressas para um hospital da região, mas acabou não resistindo aos ferimentos. 

    Fontes dos serviços de segurança citadas pela Associated Press disseram que o crime ocorreu no distrito de Al-Dabab, que está sob controle de forças leais ao governo internacionalmente reconhecido de Abd Rabbuh Mansur Hadi. Segundo elas, Lahoud teria sido atingido por pelo menos quatro tiros. 

    "Condenamos esse ataque brutal e aparentemente deliberado a um funcionário humanitário dedicado", disse o diretor da Cruz Vermelha no Oriente Médio, Robert Mardini. "Estamos todos em choque. Hanna era um jovem cheio de vida e era amplamente conhecido e amado. Nada pode justificar o assassinato de Hanna, e estamos em luto pelo nosso querido amigo e colega. Nossos corações e pensamentos estão com os entes queridos de Hanna e amigos."

    Mais:

    Ativistas do Iêmen apresentam queixa contra príncipe saudita por crimes de guerra
    Ataque da coalizão da Arábia Saudita mata 12 pessoas, inclusive 7 crianças, no Iêmen
    Cruz Vermelha revela ter demitido 21 funcionários por denúncias de má conduta sexual
    Voluntários da Cruz Vermelha são mortos em grande explosão da Somália
    Tags:
    Comitê Internacional da Cruz Vermelha, Cruz Vermelha, Hanna Lahoud, Robert Mardini, Al-Dabab, Oriente Médio, Iêmen, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar