11:32 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Militar iraquiano perto de um caça F-16 da Força Aérea do Iraque na base aérea de Balad, fevereiro de 2018

    Força Aérea do Iraque realiza ataques contra Daesh na Síria

    © AP Photo / Khalid Mohammed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8280

    Aviação militar iraquiana atacou posições do Daesh, grupo terrorista proibido na Rússia, nas áreas fronteiriças da Síria, informa o gabinete do premiê do Iraque.

    Segundo acrescenta o comunicado, os ataques do Iraque contra terroristas na Síria ajudarão a eliminar o terrorismo na região após este ter sido derrotado no Iraque.

    De acordo com a agência Reuters, que cita o general de brigada Yahya Rasool, porta-voz do exército iraquiano, os ataques foram coordenados com governo sírio. Yahya Rasool acrescentou também que os ataques foram realizados com uso de caças F-16.

    "Por ordem do comandante das Forças Armadas do Iraque, Haider Al-Abadi, a nossa Força Aérea heroica atacou posições do Daesh perto da fronteira iraquiana", diz o comunicado.

    Assessoria de imprensa do premiê iraquiano detalhou que a presença dos terroristas do Daesh na fronteira com o Iraque representava perigo para o país.

    Como acrescentou o Ministério da Defesa do Iraque à Sputnik, os ataques foram realizados em áreas a leste do Eufrates no território sírio. 

    Além disso, no ministério sublinharam que o Iraque continuará atacando posições do Daesh na Síria se receber informações sobre ameaças ao país.

    O Daesh invadiu o Iraque em 2014 e estabeleceu seu controle sobre uma das maiores cidades – Mossul. As autoridades iraquianas anunciaram oficialmente a derrota do Daesh no país em 9 de dezembro de 2017.

    Mais:

    Derrotado na Síria e no Iraque, Daesh pode buscar abrigo no Afeganistão, diz analista
    Iraque está perto de vitória final sobre o Daesh, afirma primeiro-ministro
    Fim da ofensiva contra Daesh: forças iraquianas entram na cidade entre Iraque e Síria
    Tags:
    ataque aéreo, terrorismo, aviação, Daesh, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik