13:49 16 Julho 2018
Ouvir Rádio
    O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov

    'Disfarce humanitário': ataque dos EUA à Síria pretende dar chance aos terroristas

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    EUA e aliados efetuam ataque de mísseis contra Síria (90)
    11121

    Os ataques de mísseis dos Estados Unidos e seus aliados podem ter sido realizados para permitir que os terroristas se recuperem continuem o derramamento de sangue na Síria, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia em um comunicado neste sábado (14).

    Na noite da sexta-feira (13), Washington, Paris e Londres dispararam mísseis contra vários alvos na Síria. Segundo as forças ocidentais acreditam, estes alvos estariam ligados ao suposto programa de armas químicas de Damasco. 

    O ataque é uma retaliação  ao suposto uso de armas químicas que teria ocorrido na cidade síria de Douma. Os Estados ocidentais culpam o governo sírio pelo ataque, enquanto que as forças sírias negam tais acusações.

    "Não podemos deixar de notar que a agressão é lançada no momento em que os militares sírios continuam a ofensiva bem sucedida contra o Daesh, Jabhat al-Nusra e outros grupos terroristas. Tudo isso mostra que os Estados Unidos e seus aliados querem dar às forças radicais e extremistas a possibilidade de respirar, recuperar e prolongar o derramamento de sangue no solo sírio, complicando assim o acordo político", diz o comunicado.

    "Torna-se claro que aqueles no Ocidente, que se disfarçam sob o discurso humanitário e tentam justificar sua presença militar na Síria pela necessidade de destruir os jihadistas, na verdade compartilham seu interesse e levam o caso à divisão do país. Tais suposições estão provados pela negação categórica dos Estados Unidos e seus aliados para apoiar a reconstrução das regiões sírias, liberada pelo exército do governo ", apontou o documento.

    Tema:
    EUA e aliados efetuam ataque de mísseis contra Síria (90)

    Mais:

    Ataques contra a Síria diminuem confiança global na ONU
    Opinião: EUA atacaram Síria porque não suportam derrota de 'seus' grupos terroristas
    Assad: 'É hora de Ocidente reconhecer que perdeu controle da situação na Síria'
    Moscou: solução política na Síria não estava nos planos do Ocidente
    Tags:
    terrorismo, Guerra da Síria, Jabhat al-Nusra, Daesh, Damasco, Síria, Londres, Washington, Paris, Estados Unidos, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik