16:31 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Criança correndo pela rua em Douma

    'Farsa': militares russos negam uso de armas químicas na Síria

    © AFP 2018 / Hasan Mohamed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    571

    Nenhuma arma química foi usada nas proximidades da cidade de Duma, na região leste da Ghouta, na Síria, e todas as acusações contra as tropas do governo sírio são falsas, disse no domingo (9) o centro de reconciliação russo para a Síria.

    No sábado (8), vários meios de comunicação, citando militantes sírios, acusaram Damasco de usar armas químicas em Duma. O assessor de segurança interna do presidente dos EUA, Donald Trump, Tom Bossert, disse no domingo (8) que não descartou as ações militares contra o governo sírio em conexão com os relatórios. Ao mesmo tempo, Trump acusou a Rússia e o Irã de apoiar o líder sírio Bashar Assad.

    "Nenhuma arma química foi usada nesta área, e todas as acusações do Ocidente contra as tropas do governo nada mais são do que outra farsa", disse o comandante do centro, general Yuri Yevtushenko, em uma reunião diária.

    Mais cedo no domingo (9), o Centro de Reconciliação Síria do Ministério da Defesa da Rússia refutou os relatórios sobre o uso de uma bomba de cloro em Duma, acrescentando que a Rússia estava pronta para enviar seus especialistas para coletar dados que confirmariam a natureza artificial das declarações.

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que os ataques de natureza informacional sobre o suposto uso de armas químicas pelas forças do governo sírio visavam encobrir os terroristas e justificar uma possível ação militar externa. O ministério alertou contra qualquer ação militar baseada em relatórios improvisados e fabricados, acrescentando que isso pode ter conseqüências severas.

    Mais:

    Após suposto ataque químico, base aérea síria é atingida por mísseis
    EUA exigem acesso ao local de suposto ataque químico na Síria
    Rebeldes começam a deixar cidade síria de Douma em troca da libertação de reféns
    EUA querem provocar Moscou com declaração sobre Síria, diz parlamentar russo
    Tags:
    Guerra da Síria, Yuri Yevtushenko, Donald Trump, EUA, Rússia, Síria, Duma
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik