19:52 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

    Netanyahu reafirma que não precisa de lições de moral por parte da Turquia

    © REUTERS / Petros Karadjias/Pool
    Oriente Médio e África
    URL curta
    964

    O primeiro-ministro israelense voltou a lembrar à Turquia que não precisa de lições de moral.

    Ontem, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, comentando as palavras de Netanyahu sobre os bombardeios da população civil na Turquia, chamou o premiê israelense de "terrorista" e "ocupante".

    "Erdogan não está acostumado a que lhe respondam. Tem que se acostumar. Aquele que ocupa o Norte de Chipre, intervém na região curda e mata a população civil em Afrin não nos vai dar lições sobre valores de moral", diz a versão russa da página de Netanhyahu no Facebook.

    Em 30 de março, pelo menos 15 palestinos teriam morrido e mais de 1.500 teriam ficado feridos na fronteira entre Israel e Gaza, como resultado das ações das forças de segurança israelenses durante o primeiro dia do protesto palestino de seis semanas, batizado de Grande Marcha do Retorno, em que reivindicam o direito dos refugiados palestinos de retornarem à sua terra natal.

    A Turquia criticou as ações dos militares israelenses que na sexta-feira (30) abriram fogo contra participantes das desordens na fronteira com a Faixa de Gaza, matando a tiros 15 pessoas e ferindo mais de 1.000.

    Mais:

    Israel e EUA arquitetam 'plano perigoso' no Oriente Médio, afirma parlamentar iraniano
    Dos 15 mortos por Israel em Gaza, 5 eram da ala militar do Hamas
    Israel teme 'erupção' militar na Faixa de Gaza
    Tags:
    acusações, Recep Tayyip Erdogan, Benjamin Netanyahu, Turquia, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik