17:57 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Fumaça em Ghouta Oriental

    Mais de 38 mil radicais e suas famílias foram retirados para zona de desescalada em Idlib

    © AFP 2018 / Ammar Suleiman
    Oriente Médio e África
    URL curta
    461

    Mais de 38.000 radicais e suas famílias foram transferidos de Arbil (Ghouta Oriental) para a zona de desescalada de Idlib, informa o Ministério da Defesa russo.

    "Desde o início da ação, de Arbil para Idlib foram retirados 38.191 radicais e membros de suas famílias", diz o comunicado do ministério russo.

    De acordo com o ministério, ao longo de todo o percurso a segurança dos militantes foi assegurada por policiais e militares sírios sob controle dos oficiais do Centro russo de Reconciliação e representantes do Crescente Vermelho Árabe Sírio (SARC).

    Foi acrescentado também que em apenas um dia, 30 de março, 6.276 mil terroristas do grupo Faylaq al-Rahman juntamente com membros de suas famílias deixaram Arbil através do corredor humanitário. A transferência dos militantes começou em 24 de março.

    "Para retirar o resto dos militantes do grupo Faylaq al-Rahman para a zona de desescalada em Idlib, o Centro russo de Reconciliação tomou a decisão de prolongar as pausas humanitárias", de acordo com o ministério russo.

    Mais:

    'Oposição síria começa a entender que é necessário combater os radicais, não Damasco'
    Grupo de 300 radicais é retirado da cidade síria de Homs
    Tags:
    pausa humanitária, corredor humanitário, Idlib, Ghouta Oriental, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik