13:32 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Helicóptero Mi-17 V-5

    Helicóptero Mi-17 sírio impressiona com voo rasante espetacular (VÍDEO)

    © Sputnik / Maksim Bogodvid
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2210

    Os pilotos sírios demonstraram sua perícia com um impressionante voo rasante do helicóptero multiuso Mi-17. Um vídeo que surgiu na Internet mostra a aeronave sobrevoando a pista a uma altitude extremamente baixa e, de repente, ganha altitude.

    No momento, os Mi-17, tal como sua versão anterior, os Mi-8, constituem a espinha dorsal da aviação síria, indicou Aleksei Moiseev, entrevistado pelo jornal russo Rossiyskaya Gazeta.

    ​No início do conflito armado, o país possuía uma centena de helicópteros desse tipo. Essas aeronaves eram responsáveis pelo fornecimento de armas e munições, evacuavam feridos, realizavam tarefas de reconhecimento e ajustavam o fogo de artilharia. Além disso, estes helicópteros, juntamente com os Mi-25 de combate, estavam envolvidos em missões de apoio de fogo. Para estas missões as aeronaves foram equipadas com mísseis e bombas não guiadas de diferentes calibres.

    "Infelizmente, durante muito tempo os helicópteros sírios careciam de contramedidas modernas, o que provocou perdas. Ao mesmo tempo, em muitos casos, os Mi-8 e os Mi-17 conseguiram completar com êxito seus voos mesmo depois de serem atacados com mísseis antiaéreos", assinalou Moiseev.

    De acordo com ele, mais uma vez a tecnologia russa comprovou sua alta confiabilidade e excelente capacidade de manutenção.

    "Portanto, não é surpreendente que os helicópteros de transporte Mi permaneçam populares por todo o mundo", concluiu o especialista russo.

    Mais:

    Rússia detona suposto 'truque' de caças de Israel contra radares russos na Síria
    Trump promete retirada da Síria em breve para deixar 'os outros tomarem conta'
    Turquia exige que curdos se retirem da Síria ou 'entrará em ação'
    Tags:
    manobras, voo, helicóptero, Mi-17, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik