06:15 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Ataque da coalizão liderada pelos EUA na Síria (arquivo)

    Coalizão reconhece a morte de 855 civis no Iraque e na Síria

    © AP Photo / Maya Alleruzzo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    501

    Pelo menos 855 pessoas morreram em ataques da coalizão internacional liderada pelos EUA no Iraque e na Síria, desde o início das operações antiterroristas em agosto de 2014.

    "Com base em informações disponíveis, o comando conjunto da operação considera que pelo menos 855 civis foram mortos de forma não deliberada em ataques da coalizão desde o início da operação", informou o comunicado da coalizão.

    Segundo o documento, 522 denúncias sobre vítimas civis ainda estão sendo analisadas. No entanto, o comunicado destaca que esses casos em estudo não são necessariamente falsos, mas pecam por "provas insuficientes" da existência de vítimas.

    No final de fevereiro, a coalizão admitiu a morte de 840 civis. Em janeiro esse número era de 830.

    Os EUA e seus aliados realizam uma operação militar contra o Daesh na Síria e no Iraque desde agosto de 2014. Na Síria, as tropas norte-americanas atuam sem autorização de Damasco e da ONU.

    Mais:

    Rússia impediu confrontos com coalizão na Síria, diz secretário de Defesa dos EUA
    'Não é nossa missão' provocar forças do governo sírio, diz Coalizão liderada pelos EUA
    Helicópteros da coalizão dos EUA teriam evacuado chefes do Daesh na Síria
    EUA se dizem preocupados após FDS abandonarem coalizão para combater em Afrin
    Coalizão liderada pelos EUA afirma que al-Baghdadi está vivo
    Bombardeio da coalizão liderada pelos EUA deixa 29 mortos na Síria
    Tags:
    civis, coalizão internacional, EUA, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik