03:59 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Civis deixando a região de Ghouta Oriental através de um corredor humanitário

    Mais de 1.700 civis foram mortos em Ghouta Oriental nas últimas semanas, diz ONU

    © Sputnik / Mikhail Alaeddin
    Oriente Médio e África
    URL curta
    606

    Mais de 1.700 civis foram mortos em Ghouta Oriental, na Síria, desde 24 de fevereiro. O número de vítimas foi divulgado pelo subsecretário-geral para os Assuntos Humanitários da Organização das Nações Unidas (ONU), Mark Lowcock.

    "Desde a aprovação da resolução 2401, em 24 de fevereiro, as operações militares — ataques aéreos em particular — em Ghouta Oriental supostamente mataram mais de 1.700 pessoas. Outros milhares mais ficaram feridos", disse Lowcock ao Conselho de Segurança da ONU.

    O Centro Russo para a Reconciliação na Síria afirmou que mais de 122 mil pessoas deixaram o leste de Ghouta desde que as pausas humanitárias começaram há um mês.

    Forças do governo sírio retomaram o controle de quase todo o leste de Ghouta, a última fortaleza rebelde próxima a Damasco, de acordo com relatos da mídia.

    Dentro de Ghouta Oriental, apenas a cidade de Duma ainda não se rendeu.

    Mais:

    Presidente turco revela novo alvo da Operação do Ramo de Oliveira na Síria
    Com mediação russa, na Síria é aberto outro posto para retirada de radicais
    Rússia: todos os terroristas na Síria são patrocinados e controlados a partir do exterior
    Opinião: Israel reconhece ter realizado 'ato de agressão militar contra Síria'
    Moscou adverte Washington para não efetuar ataques na Síria
    Rússia espera que Ocidente ponha fim ao flerte com terroristas na Síria
    Helicópteros da coalizão dos EUA teriam evacuado chefes do Daesh na Síria
    Tags:
    ONU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik