22:44 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Rapaz em carro abandonado no orfanato em Saná, Iêmen

    Os EUA devem manter o apoio aos sauditas no Iêmen, diz Mattis

    © REUTERS / Khaled Abdullah
    Oriente Médio e África
    URL curta
    105

    O secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, pediu ao Congresso dos EUA que não interfira no papel de Washington na guerra do Iêmen - onde o país apoia a coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita.

    O Senado estadunidense irá votar na próxima semana uma medida que pode diminuir a participação dos Estados Unidos no conflito.

    A Arábia Saudita apoia o governo saudita na sua luta contra rebeldes houthis — que são aliados do Irã.

    A guerra no Iêmen registra um alto nível de civis mortos e causou uma crise humanitária. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), milhões de pessoas estão passando fome no país por falta de alimentos.

    O Pentágono fornece apoio logístico à coalizão saudita e compartilha informações de inteligência, além de reabastecer as aeronaves sauditas em pleno voo. 

    Críticos afirmam que a Arábia Saudita não conseguiria manter muitas de suas ações sem o apoio dos EUA.

    Em uma carta aos líderes do Congresso desta semana, Mattis disse que restringir o apoio dos EUA à guerra pode aumentar o número de mortos civis e diminuir a influência de Washington junto aos sauditas. 

    O secretário de Defesa dos EUA também afirmou que um recuo resultaria em um aumento do envolvimento do Irã no conflito.

    Um grupo bipartidário de senadores, incluindo Bernie Sanders, defende que os Estados Unidos não deve participar do conflito e pretende votar o assunto durante a visita do príncipe saudita Mohammed bin Salman a Washington.

    Mais:

    Conselho de Segurança da ONU adota por unanimidade resolução russa sobre Iêmen
    Explosões de dois carros em ataques suicidas deixam dezenas de mortos no Iêmen (FOTOS)
    Ataque suicida no posto de controle militar no Iêmen deixa 11 mortos
    Militares sauditas interceptam míssil disparado pelo grupo rebelde do Iêmen
    EAU exibem maior lança-foguete do mundo para conter houthis no Iêmen
    Arábia Saudita intercepta mais um míssil lançado por rebeldes do Iêmen
    Ataques aéreos dos EUA matam três altos membros da Al-Qaeda no Iêmen
    Tags:
    James Mattis, Iêmen, Estados Unidos, Irã, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik