19:52 24 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Combatentes pró-Turquia e tropas turcas na colina que separa Afrin da cidade turca de Azaz

    Chanceler: relações entre Turquia e EUA estão em ponto de ruptura

    © AP Photo/ STR
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6141

    As relações turco-americanas estão em ponto de ruptura, Washington tem que passar a manter as suas promessas, declarou Mevlut Cavusoglu.

    O ministro do Exterior turco, Mevlut Cavusoglu, durante um encontro com estudantes do MGIMO, Instituto de Relações Internacionais de Moscou, destacou que, para continuar um diálogo normal com a Turquia, os EUA têm que manter a sua palavra e não entregar armas a terroristas.

    "O povo turco tem uma atitude negativa para com os EUA, porque eles [os EUA] não mantêm a sua palavra e sempre mentem. As relações entre nossos países estão em um ponto de ruptura", declarou o chanceler turco.

    Para que isto não aconteça, continuou, em fevereiro foram criados grupos de trabalho. De acordo com o ministro turco, Ancara apresentou uma condição: se os EUA voltarem a não cumprir nenhuma de suas palavras, a Turquia não irá suportar mais isso.

    Como  acrescentou o ministro, isso tem a ver, em primeiro lugar, com as entregas de armas aos grupos curdos pelos EUA.

    Cavusoglu declarou também que Ancara e Moscou devem reforçar a sua cooperação na luta contra o Daesh, grupo terrorista proibido na Rússia.

    "Hoje em dia, para onde quer que olhemos, vemos terroristas que chegam à Síria vindos de todos os países, eles vêm da Europa, da Rússia e de outros países para matar", disse.

    "Temos que reforçar a nossa cooperação com todos os países, em primeiro lugar com a Rússia, na luta contra estas forças, para os vigiar usando os serviços secretos, saber para onde vão ou de onde vêm os militantes do Daesh", resumiu.

    Mais:

    'OTAN protege Turquia das ameaças de mísseis da Síria'
    Turquia promete responder a sanções estadunidenses 'de forma diferente da Rússia'
    Turquia assume o controle de importante território de Afrin
    Tags:
    relações exteriores, Mevlut Cavusoglu, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik