23:42 21 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Exército turco em Afrin

    Turquia e Exército Livre da Síria teriam capturado cidade de Rajo, perto de Afrin

    © REUTERS / Khalil Ashawi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Conflito em Afrin (30)
    466

    No decorrer da operação militar Ramo de Oliveira em Afrin, as Forças Armadas da Turquia e a oposição síria tomaram controle da cidade de Rajo, comunica neste sábado (3) uma agência turca citando fontes militares.

    Frisa-se que na cidade ainda continuam confrontações localizadas. Deste modo, o número de povoados na província de Afrin que passaram para controle do exército turco atingiu 94, detalhe a Anadolu. Ademais, foi tomado o controle de 21 colinas de valor estratégico.

    Mais cedo hoje, o Estado-Maior da Turquia informou que no decorrer da operação Ramo de Oliveira as Forças Armadas do país neutralizaram 2.434 membros do partido curdo PYD, (Partido de União Democrática, considerado por Ancara como uma organização terrorista), das milícias curdas YPG (Unidades de Proteção Popular), bem como do Daesh, agrupamento terrorista proibido na Rússia e em vários outros países.

    Ademais, foi comunicado que desde o início da campanha em Afrin teriam morrido 41 militares turcos.

    A operação Ramo de Oliveira contra os agrupamentos curdos em Afrin teve oficialmente início em 20 de janeiro de 2018. Além do exército turco, ela conta com a participação da oposição síria como, por exemplo, o Exército Livre da Síria.

    Damasco condenou firmemente as ações turcas em Afrin, frisando que este território é uma parte integrante do Estado da Síria. Moscou, por sua vez, apelou todas as partes à moderação e respeito pela integridade territorial da Síria.

    Tema:
    Conflito em Afrin (30)

    Mais:

    Operação Ramo de Oliveira: ação militar turca já matou mais de 180 civis em Afrin
    Turquia: Resolução do Conselho de Segurança sobre Síria não se aplica à operação em Afrin
    Erdogan sugere homenagem à criança que poderia ser mártir em guerra em Afrin (VÍDEO)
    Tags:
    terrorismo, Operação Ramo de Oliveira, Unidades de Proteção Popular (YPG), Partido da União Democrática (PYD), Exército Livre da Síria, Síria, Turquia, Afrin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik