11:19 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    O presidente do Afeganistão durante a conferência internacional sobre a paz e a neutralidade em Asgabate

    Afeganistão oferece reconhecer Talibã como grupo político

    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9121

    Ashraf Ghani, presidente do Afeganistão, comunicou nesta quarta-feira (28) a oferta de reconhecer o Talibã como um grupo político legítimo e com esse processo iniciar conversas de paz que podem colocar um fim nos mais de 16 anos de guerra do país.

    O comunicado do presidente afegão se soma a uma série de sinais dados tanto pelo governo quanto pelo próprio Talibã.

    Ghani propôs um cessar-fogo, libertação de prisioneiros da organização, novas eleições com a participação do Talibã e até uma revisão da Constituição como parte dos acordos.

    "Estamos fazendo essa oferta sem pré-condições para levar a um acordo de paz", disse Ghani ao abrir uma conferência internacional que contou com a participação de autoridades de 25 países.

    "A expectativa é que o Taliban contribua para o processo de paz, cujo objetivo é atrair o Taliban, como uma organização, às negociações de paz", disse, acrescentando que não iria "pré-julgar" nenhum grupo buscando a paz.

    Os comentários de Ghani representam uma mudança significativa já que no passado ele se referia ao Talibã como uma organização "terrorista".

    Mais:

    Lituânia envia forças especiais para o Afeganistão
    China, EUA e Rússia podem decidir o futuro do Afeganistão no Uzbequistão
    Humans Right Watch acusa Afeganistão de matar civis
    Tags:
    acordo de paz, acordo, cessar-fogo, Talibã, Ashraf Ghani, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik