03:33 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça russo Su-57

    Opinião sobre Su-57 na Síria: melhor examinador de armamentos é guerra real

    © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    17280

    Para o complexo militar-industrial russo é de especial importância "submeter à prova" o novo equipamento bélico, incluindo os caças de quinta geração Su-57, em condições de combate reais – contra os terroristas na Síria, opinou em entrevista ao serviço russo o especialista militar Viktor Baranets.

    O envio para a Síria de quatro caças de quinta geração Su-57 dá início à exploração em combate dos novíssimos aparelhos, explicou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o especialista militar Viktor Baranets.

    "É uma decisão acertada – testar o avião em condições de combate reais, eu a apoio totalmente", assinalou.

    Anteriormente, a mídia comunicou sobre a transferência para a base russa de Hmeymim de mais dois caças de quinta geração Su-57. De acordo com seus dados, no momento na base já se encontram quatro aeronaves deste modelo. Por enquanto, essas informações não foram confirmadas oficialmente.

    Na quinta-feira (22), a mídia informou, citando dados nas redes sociais, que dois caças russos de quinta geração Su-57 tinham aterrissado na base russa na Síria, em Hmeymim. No domingo (25), a empresa operadora de satélites comercias israelense ImageSat International (ISI) publicou uma foto que, de acordo com ela, captou dois caças russos Su-57 na Síria.

    Segundo Viktor Baranets, para o complexo militar-industrial russo é de importância especial testar o novíssimo equipamento militar em condições de combate reais – contra terroristas na Síria.

    O analista destacou que, durante a participação do grupo russo da operação antiterrorista na Síria, foi comprovada a eficácia de mais de 400 sistemas de armamentos russos.

    "Em minha opinião, no momento quando estamos submetendo à prova o Su-57, trata-se […] de testes em condições de combate reais, o que é diferente das capas brilhantes de revistas que 'aplaudem' os Su-57. O mais importante agora é testá-lo em combate, especialmente em uma região onde as temperaturas variam, bem como o relevo do terreno. Eu acho que essa decisão é acertada em todos os sentidos", afirmou.

    "Eu obtive dados que os nossos Su-57 cumpriram sua missão em Ghouta Oriental com grande êxito, atingindo 100% dos alvos […] Não descarto que todos os aviões adotados em serviço da Força Aeroespacial russa serão testados na Síria, já que o examinador mais exigente de quaisquer armamentos é a guerra", ressaltou o especialista.

    O Su-57 (PAK FA) é um caça russo de quinta geração que decolou pela primeira vez em 2010. Planeja-se que as primeiras 12 aeronaves de série desta classe sejam adotadas em serviço da Rússia em 2019.

    Mais:

    Moscou: EUA estão tentando criar quase-estados na Síria
    Bombardeio da coalizão liderada pelos EUA deixa 29 mortos na Síria
    Turquia: Resolução do Conselho de Segurança sobre Síria não se aplica à operação em Afrin
    Tags:
    quinta geração, caça, testes, Su-57, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik