03:56 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Netanyahu discursa durante a Conferência de Segurança de Munique com destroço do suposto drone iraniano, em 18 de fevereiro de 2018

    Analistas norte-americanos preveem nova guerra em grande escala no Oriente Médio

    © REUTERS / Lennart Preiss/MSC Munich Security Conference/Handout
    Oriente Médio e África
    URL curta
    16617

    A situação atual no Oriente Médio pode se transformar em uma guerra de grande escala entre Irã e Israel, destacaram especialistas norte-americanos em segurança nacional, Raymond Tanter e Ivan Sascha Sheehan nas páginas do jornal The National Interest.

    "Em janeiro de 2018, perguntávamos se o ano de 2018 traria ou não a revolução ao Irã. Agora perguntamos se Israel e Irã entrarão em guerra até 2019", assinalaram os autores. 

    De acordo com eles, o conflito direto entre os dois países "já está ocorrendo". Trata-se da recente situação, quanto Israel derrubou um drone iraniano lançado da Síria, e atacou em seguida alvos iranianos no território do país. Em resposta, os meios de defesa aérea síria abateram o caça israelense F-16.

    Os autores destacaram que em seguida, o premiê israelense Benjamin Netanyahu e o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, trocaram ameaças. 

    Durante a Conferência de Segurança de Munique, Netanyahu se referiu aos "ditadores" iranianos, e alertou para não "testar a firmeza de Israel". 

    Algumas horas depois, Zarif afirmou ser testemunha de uma "apresentação de circo", que não merece nenhuma atenção.

    "Estes eventos vão virar os episódios iniciais de uma nova grande guerra, caso Teerã continue se esforçando para intensificar sua presença na Síria após a 'vitória’ sobre o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]", acreditam autores. 

    Segundo eles, de um provável conflito participarão também as Forças de Mobilização Popular, que unem grupos xiitas armados apoiados pelo Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica.

    Do ponto de vista de Tanter e Sheehan na situação mencionada, os EUA devem prestar um apoio maior a Israel, inclusive através do fornecimento de armamentos.

    Mais:

    Irã anuncia planos de construir 'propulsão nuclear naval'
    Teerã: EUA violam acordo nuclear com Irã quase diariamente
    'Quem tem mente sã deve ter receio' das ações do Irã contra EUA, diz ministro
    Tags:
    tensões, guerra, Daesh, Benjamin Netanyahu, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik