13:10 24 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Tropas turcas na colina Bursayah, que separa Afrin de Azaz

    Forças especiais turcas estão prestes a entrar em Afrin

    © AP Photo/ STR
    Oriente Médio e África
    URL curta
    133

    O vice-premiê turco, Bekir Bozdag, disse na segunda-feira (26) que a Turquia vai posicionar o exército e forças especiais na cidade síria de Afrin a fim de "completar com sucesso a operação e proteger os civis".

    "As nossas forças especiais foram enviadas para Afrin para completer com sucesso a operação e proteger os civis", afirmou o político.

    Ele também declarou que os ataques aéreos das Forças Armadas turcas contra as posições dos grupos curdos em Afrin vão continuar.

    No sábado (24), o Conselho de Segurança da ONU adotou uma resolução que estabelece o cessar-fogo de 30 dias na Síria. Contudo, o vice-premiê turco disse que o armistício não se aplica à operação militar em curso da Turquia contra os terroristas em Afrin.

    Em 20 de janeiro, Ancara lançou uma operação militar na região síria de Afrin contra os grupos curdos considerados terroristas pela Turquia. Damasco, por sua vez, condena severamente as ações turcas, frisando a importância da integridade territorial do país e da sua soberania.

    Mais:

    Turquia: Resolução do Conselho de Segurança sobre Síria não se aplica à operação em Afrin
    Operação Ramo de Oliveira: ação militar turca já matou mais de 180 civis em Afrin
    Analista: se Erdogan continuar hostilizando vizinhos e parceiros, 'não poderá sobreviver'
    Tags:
    resolução, curdos, operação militar, ONU, Bekir Bozdag, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik