20:41 20 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Soldados da IDF

    Palestino é espancado até a morte por tropas israelenses (VÍDEO)

    © flickr.com/ Israel Defense Forces
    Oriente Médio e África
    URL curta
    15210

    Um palestino morreu enquanto era preso por soldados israelenses na noite de quinta-feira (22). Câmeras de segurança flagraram o momento em que ele foi capturado e espancado.

    As câmeras de segurança gravaram soldados da Força de Defesa Israelense (FDI) enquanto chutavam e batiam em um palestino identificado como Yassin al-Saradih. Mais tarde, ele foi declarado morto. Al-Saradih é de Jericó, uma cidade na Cisjordânia, local do ocorrido.

    De acordo com a organização "Sociedade dos Prisioneiros Palestinos", Saradih, de 36 anos, morreu pouco depois do espancamento. A organização disse que ele sofreu múltiplas convulsões, enquanto as tropas da FDI jogavam grandes quantidades de gás lacrimogêneo em uma multidão de onde ele saiu antes de ser morto. Assista o vídeo:

    A declaração oficial da FDI afirma que o homem foi baleado após atacar as tropas com uma barra de ferro, e uma autópsia teria descoberto que o homem fora baleado no estômago e que o estilhaço foram encontrados perto do cóccix.

    O jornal diário israelense, Haaretz, relata, no entanto, que nenhuma ferida de bala foi encontrada no corpo de Saradih, levando à conclusão de que ele foi espancado até a morte.

    O exército israelense afirmou que uma confusão havia explodido na Cisjordânia antes de um "terrorista armado com um barra de ferro ter ameaçado os soldados e tentado atacá-los. A FDI respondeu com tiros, confrontou o terrorista e conseguiu detê-lo. Uma faca foi encontrada em sua posse. Ele foi levado pela FDI para receber tratamento médico. Mais tarde, ele foi declarado morto".

    Outra declaração militar anterior anunciou que o homem tentou atacar soldados com uma faca, roubar uma de suas armas e que ele foi tratado por médicos ainda no local. Os militares, depois, retiraram o comunicado.

    O vídeo não mostra o homem tentando roubar uma arma, mas mostra que Saradih carregava o que parece ser uma barra de ferro.

    "Este é o tipo de experiência do que passam os palestinos no dia-a-dia, não apenas desde 1967, mas desde 1948", afirmou o jornalista e escritor Max Blumenthal em entrevista à rádio Sputnik nesta sexta-feira (23), nos EUA.

    Membros da família de Saradih disseram ao jornal Haaretz que Saradih praticava futebol com frequência e trabalhava em  todos os tipos de emprego, desde construção civil até agricultura. O Ministério da Informação Palestino  afirmou que se trata de "uma execução a sangue frio".

    Mais:

    Irã afirma estar preparado para possível conflito com Israel
    'Bitcoin é um ativo, não uma moeda': Israel estabelece nova taxação de criptomoedas
    Líbano promete usar todos os meios para enfrentar possível agressão de Israel
    Israel e EUA testam sistema de defesa para interceptar mísseis no espaço
    Damasco: Síria continuará lutando contra agressores, seja Israel, EUA ou Turquia
    Tags:
    conflito israel palestina, Sputnik, Haaretz, Max Blumenthal, Yassin al-Saradih, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik