18:40 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados da Líbia instalam arma para combater contra militantes em Al-Ajaylat, perto de Trípoli, Líbia, 21 de fevereiro de 2015

    Rússia considera precipitado instalar nova base militar na Líbia

    © AP Photo/ Mohamed Ben Khalifa
    Oriente Médio e África
    URL curta
    490
    Nos siga no

    É precipitada a questão sobre a criação de uma nova base militar russa na Líbia, sendo que o próprio governo líbio deverá tomar essa decisão, declarou Lev Dengov, chefe do grupo de contato para a resolução do conflito no país.

    "Como mencionamos anteriormente, houve solicitações das partes do conflito sobre uma cooperação técnico-militar. No entanto, acho muito precipitado discutir sobre isso, porque tais decisões podem ser tomadas somente pelo governo da Líbia dentro das normas internacionais", disse.

    No momento, predomina o duplo poder na Líbia: em Tobruk, leste do país, governa o Parlamento líbio, e na capital Trípoli, oeste do país, o poder é exercido pelo Governo do Acordo Nacional dirigido por Fayez al-Sarraj, reconhecido pelas Nações Unidas e Europa. As autoridades do leste do país operam independente de Trípoli e cooperam com o Exército Nacional liderado pelo comandante militar Khalifa Haftar, que está em guerra prolongada com os islamistas.

    A Líbia deixou de existir como um Estado unificado depois da deposição e assassinato do então líder do país, Muammar Kadhafi, durante o conflito armado em 2011.

    Mais:

    Para MRE russo, intervenção da OTAN provocou conflito na Líbia
    Atentado terrorista duplo contra mesquita deixa 9 mortos na Líbia
    Tags:
    cooperação técnico-militar, base militar, Governo do Acordo Nacional, Nações Unidas, Khalifa Haftar, Muammar Kadhafi, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar