16:13 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Netanyahu discursa durante a Conferência de Segurança de Munique, em 18 de fevereiro de 2018

    Netanyahu promete fazer tudo para impedir que Irã 'aperte corda ao pescoço' de Israel

    © REUTERS / Lennart Preiss/MSC Munich Security Conference/Handout
    Oriente Médio e África
    URL curta
    231117
    Nos siga no

    Israel pretende conter a presença militar iraniana na Síria, fará tudo para impedir a criação de bases no país árabe, declarou o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, discursando em Munique.

    "As intenções do Irã na Síria são bem claras, eles tentam unir Teerã e Tartus e criar um Estado. Faz tempo que sei disso. Israel continuará contendo o Irã nas suas intenções de se infiltrar e continuar as ações militares na Síria. Faremos tudo para que não sejam criadas bases terroristas. Instalamos linhas vermelhas, mas o Irã está tentando constantemente ultrapassá-las", disse Netanyahu durante a Conferência de Segurança de Munique.

    "O Irã está tentando apertar a corda ao nosso pescoço e vamos fazer tudo o que é necessário não apenas contra os intermediários, mas também contra o próprio Irã", acrescentou.

    Netanyahu também recordou o programa nuclear do Irã e apelou a introduzir sanções "o mais duras possíveis para parar o desenvolvimento destas armas". Quanto ao acordo nuclear com o Irã, Israel espera que as negociações possam ajudar, mas, se não ajudarem, terá que se anular o acordo e buscar outras opções.

    As autoridades israelenses acusam o Irã de tentar tornar a Síria em um "posto avançado hostil". A presença militar permanente do Irã na Síria é considerada inaceitável por Israel, que promete se opor por meio de ações armadas se a diplomacia não ajudar. O último incidente com o F-16 israelense abatido aumentou a tensão entre Irã e Israel.

    O incidente ocorreu, segundo vários dados, por causa de um drone iraniano que violou o espaço aéreo israelense, procedente do território sírio. O drone foi abatido e a Força Aérea de Israel realizou uma série de ataques de retaliação contra instalações militares sírias. Um caça F-16 de Israel acabou sendo derrubado pelos sistemas de defesa antiaérea da Síria e caiu em território israelense.

    Benjamin Netanyahu até trouxe para mostrar na conferência uma parte do drone iraniano abatido.

    "Olhem, é uma parte do drone iraniano. Decidi trazer isso aqui. Senhor Zarif [ministro do Exterior iraniano], o senhor reconhece? Isto é seu. Pode levar consigo a mensagem para os tiranos do Irã: Não ponham à prova a firmeza de Israel", disse Netanyahu.

    Mais:

    Netanyahu está indignado com primeiro-ministro polonês
    'Fim da era Netanyahu' ou 'golpe parlamentar'?
    Netanyahu reivindica o direito de Israel se defender em diálogo com Putin
    Tags:
    discurso, drone, F-16, Conferência de Segurança de Munique, Benjamin Netanyahu, Irã, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar