02:51 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Rebeldes Houthis armados no Iêmen

    Milícia Houthi liberta norte-americano após 6 meses de cativeiro

    © AP Photo / Hani Mohammed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    O movimento rebelde Houthi libertou, no Iêmen, um membro da equipe da embaixada dos EUA, após mantê-lo em cativeiro por 6 meses, segundo uma fonte próxima do diplomata afirmou à Sputnik, neste domingo (18).

    Em agosto, uma fonte nos serviços de segurança iemenita, controlada pelos rebeldes Houthi, disse à Sputnik que os oficiais detiveram e levaram a um lugar desconhecido 3 funcionários da embaixada dos EUA, em Sanaa, sem acusações contra eles,

    Osama Al-Ansi, o funcionário da embaixada dos EUA, foi solto no sábado (17). Os motivos de seu sequestro não foram revelados, de acordo com a fonte.

    O Iêmen está envolvido em um conflito violento entre o governo liderado pelo presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi e o movimento Houthi, também conhecido como Ansar Allah. 

    Desde março de 2015, a coalizão saudita de países do Golfo Pérsico, apoiados pelos Estados Unidos e Reino Unido, entre outros, vem realizando ataques aéreos contra os Houthis, a pedido do presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi.

    Mais:

    Ataque suicida no posto de controle militar no Iêmen deixa 11 mortos
    Arábia Saudita anuncia transferência de US$ 1,5 bilhão para o Iêmen
    Militares sauditas interceptam míssil disparado pelo grupo rebelde do Iêmen
    EAU exibem maior lança-foguete do mundo para conter houthis no Iêmen
    Arábia Saudita intercepta mais um míssil lançado por rebeldes do Iêmen
    Tags:
    Guerra do Iêmen, Sputnik, Houthi, Osama Al-Ansi, Abd Rabbuh Mansur Hadi, Golfo Pérsico, EUA, Sanaa, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar