19:58 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Helicóptero turco perto da fronteira com o Iraque

    Generosidade ou cálculo político? Turquia oferece empréstimo de US$ 5 bilhões ao Iraque

    © AFP 2018 / STR
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5242

    A Turquia prometeu fazer empréstimo de US$ 5 bilhões para a reconstrução do Iraque - um valor maior do que oferecido por qualquer outro país. O que explica a generosidade de Ancara? A Sputnik Turquia entrevistou o cientista político Serdar Erdurmaz e o economista Bartu Soral para descobrir.

    Além do empréstimo, o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, prometeu fornecer ao Iraque ajuda humanitária de US$ 50 milhões e facilitar o trabalho das empresas turcas que investirem no país.

    A promessa de recursos foi feita durante a Conferência Internacional para a Reconstrução do Iraque, realizada no Kuwait na semana passada. A Arábia Saudita, o Qatar, o Kuwait e os Emirados Árabes Unidos prometeram entre US$ 500 milhões e US$ 1,5 bilhão cada. Os países ocidentais e o Japão também confirmaram sua intenção de ajudar o Iraque com transferências de recursos, empréstimos de exportação e linhas de crédito. Washington planeja conceder a Bagdá até US$ 3 bilhões em crédito, enquanto a União Europeia prometeu investir cerca de US$ 400 milhões no país.

    Para o cientista político Serdar Erdurmaz, do Centro Turco de Relações Internacionais e Análise Estratégica, a medida faz total sentido.

    "Este é um passo bastante compreensível", disse Erdurmaz. "Ao usar seus recursos para beneficiar o Iraque, seu vizinho de fronteira, e onde gostaria de ver um estado unificado e estável, Ancara está demonstrando a importância que atribui à restauração da estabilidade entre seus vizinhos. A Turquia proporcionará uma grande quantidade de crédito e os círculos comerciais turcos desempenharão um papel importante na reconstrução do Iraque".

    Para o cientista político, a cooperação "reforçará as relações entre os dois países, tornando mais fácil para Ancara e Bagdá interagirem em áreas como o combate ao terrorismo e impedindo as tentativas da administração curda no norte do Iraque de criar unilateralmente um estado independente ".

    Ainda assim, os recursos prometidos não serão suficientes para reconstruir o Iraque, acredita Erdurmaz. Ele afirma que apenas a reconstrução de Mosul custará US$ 80 bilhões. 

    Para o economista e ex-chefe do programa de desenvolvimento da ONU Bartu Soral, Ancara quer demonstrar poder com a oferta:

    "Acredito que é um tipo de medida de ostentação feita para demonstrar poder", disse. Como a própria Turquia precisa emprestar dinheiro do exterior para pagar suas dívidas e cobrir seu déficit comercial, a oferta de US$ 5 bilhões é um "movimento político interno que busca demonstrar o poder e a riqueza de Ancara para seu eleitorado".

    Soral também acredita que a medida busca fomentar o setor de construção civil da Turquia — que é próximo do partido do presidente Recep Tayyip Erdogan. "O setor de construção civil contribui para o crescimento e enriquecimento de companhias ligados ao partido [Partido da Justiça e Desenvolvimento]. Agora que o setor está estagnado, as autoridades querem fomentá-lo".

    Mais:

    Síria decide posicionar Forças Armadas em Afrin para se defender da Turquia
    Avião militar sofre acidente na Turquia
    Turquia espera apoio de aliados na luta contra o PKK
    Rússia: armas fornecidas pelos EUA a forças curdas provocam Turquia
    Grécia protesta contra a Turquia sobre incidente perto de ilhas disputadas no Mar Egeu
    Tags:
    Recep Tayyip Erdogan, Iraque, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik