23:04 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Rebeldes sírios apoiados pela Turquia com bandeiras turcas e do Exército Livre da Síria

    Combatente curdo acusa Turquia de usar Napalm e cloro em Afrin, na Síria

    © AFP 2018/ OZAN KOSE
    Oriente Médio e África
    URL curta
    712

    As tropas turcas não conseguiram avançar no distrito de Afrin, na Síria, onde preferem usar as táticas de ataque e recuo, de acordo com Reizan Hedu, representante das forças de autodefesa curda em Afrin.

    Em declarações à RIA Novosti, Reizan Hedu, representante das forças de autodefesa curda em Afrin, afirmou que o exército turco está usando armas proibidas internacionalmente em sua operação militar na região síria.

    "O exército turco possui aeronaves, tanques e mísseis, e está usando armas proibidas pela convenção internacional, como napalm e conchas com cloro", disse Hedu.

    Ele acrescentou que "eles têm dezenas de milhares de terroristas, além dos militares turcos".

    Hedu também apontou que as tropas turcas na verdade não avançam em Afrin, optando por se engajar em táticas de golpe e corrida, que ele disse que são normalmente usadas pelas forças de autodefesa.

    Suas observações vieram quando a agência de notícias estatal síria SANA informou que pelo menos seis pessoas com sintomas de sufocação foram internadas em Afrin depois que os militares turcos usaram agentes tóxicos na aldeia de Aranda.

     

    Mais:

    Comando curdo: Turquia mente sobre o avanço de suas tropas em Afrin
    Frustração de Washington: quem assumirá papel de intermediário no conflito curdo?
    Curdistão nunca quis entrar em guerra com Iraque, diz chanceler curdo
    Israel apoia referendo curdo 'para criar novos conflitos e desestabilização' na região
    Tags:
    bomba de cloro, napalm, combatentes curdos, curdos, Turquia, Síria, Afrin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik