03:14 28 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu

    Não testem a determinação de Israel, alerta Netanyahu aos inimigos do país

    © AP Photo/ Sebastian Scheiner
    Oriente Médio e África
    URL curta
    937

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e os principais funcionários de segurança do país visitaram o lado sírio ocupado das Colinas de Golã, alertando os inimigos de Israel sobre o perigo de "testar" o poder de reação do país.

    Em sua visita aos territórios ocupados pelos israelenses na última terça-feira, Netanyahu disse que Israel tem os meios para afastar qualquer um de seus "inimigos".

    O primeiro-ministro também elogiou os esforços da Força de Defesa israelense (IDF) estacionada nos territórios ocupados por seus esforços para proteger as "fronteiras" de Israel.

    "Buscamos a paz, mas estamos preparados para qualquer cenário e eu não sugeriria a ninguém que testasse a nossa determinação", disse Netanyahu. "Estou impressionado com os imensos esforços das IDF aqui para proteger nossas fronteiras e nosso país".

    As principais autoridades israelenses visitaram um ponto de observação militar, localizadas a cerca de três quilômetros da linha de cessar-fogo de 1974, e examinaram o território sírio.

    A região das Colinas de Golã, que é parte da governança síria de Quneitra, está sob ocupação israelense desde 1967. Tel Aviv anunciou a anexação dos territórios em 1981. A decisão foi condenada pela ONU.

    Durante o conflito em curso na Síria, territórios adjacentes às Colinas de Golã ocupados foram predominantemente controlados por militantes que se opõem ao governo sírio.

    O Exército israelense, no entanto, também repetidamente bombardeou as posições do Exército sírio, citando "bombas dispersas" provenientes da Síria para os territórios ocupados como pretexto.

    Mais:

    Mísseis de Israel teriam atingido alvo perto da capital síria
    Deportação ou prisão: Israel dá prazo de 60 dias para imigrantes africanos deixarem o país
    Crise sem fim: Palestina pode romper todos os laços com Israel, revela documento
    Tags:
    retaliação, segurança, defesa, guerra, IDF, Benjamin Netanyahu, Síria, Israel, Colinas de Golã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik