12:02 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Sistemas antimísseis israelenses Iron Dome, MIM-104 Patriot e Arrow 3, durante as manobras conjuntas Juniper Cobra

    Tropas dos EUA chegam a Israel em meio às tensões entre Tel Aviv e Beirute

    © AFP 2018 / GIL COHEN-MAGEN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    161515

    Tropas dos EUA chegaram a Israel para participar dos maiores exercícios conjuntos com as forças israelenses em meio às tensões crescentes entre israelenses e o movimento xiita libanês Hezbollah.

    As forças norte-americanas irão participar das manobras conjuntas bienais Juniper Cobra. Em 2016, os exercícios contaram com 3 mil soldados estadunidenses, de acordo com a edição Jerusalem Online.

    Os treinamentos vão simular um massivo e simultâneo ataque de mísseis contra Israel a partir das frentes sul e norte, segundo a emissora Channel 10.

    Neste ano, as manobras começam em meio à escalada das tensões entre Tel Aviv e o movimento xiita libanês Hezbollah, que ameaçou lançar mísseis contra Israel caso este não pare de construir um muro na fronteira libanesa.

    Entretanto, o ministro da Energia do Líbano, Cesar Abi Khalil, afirmou que seu país vai explorar petróleo e gás perto de sua fronteira marítima, área disputada também por Israel.

    Discursando no Instituto de Estudos de Segurança Internacional da Universidade de Tel Aviv, o ministro da Defesa israelense, Avigdor Lieberman, afirmou que a decisão do Líbano de explorar campos de petróleo e gás em uma área disputada "é extremamente desafiadora e provocadora", segundo a Reuters.

    Lieberman também declarou que as forças de Israel devem estar prontas para realizar uma invasão terrestre em caso de um conflito armado com o Líbano.

    "Devemos nos preparar para manobrar também no terreno" mesmo que essa possibilidade se revele desnecessária, disse o ministro, acrescentando que, no "pior dos casos", Israel implementaria uma operação "de força total".

    A principal sugestão estratégica militar de Lieberman é "avançar o mais rápido possível".

    "Israel atuará com dureza contra o Líbano", advertiu o ministro da Defesa, citado pelo Haaretz. Se os civis israelenses tiverem que ir para abrigos antiaéreos por causa dos mísseis libaneses, "todo Beirute ficará em abrigos", ameaçou.

    As afirmações de Lieberman vêm em meio às preocupações quanto aos planos do grupo Hezbollah de se armar com mísseis de precisão. O ministro, porém, afirmou que não vê muita diferença entre o Hezbollah e o resto dos libaneses já que o movimento tem bastante influência na população.

    "Eles são parte do Hezbollah e todos pagarão o preço completo" em caso de um ataque contra Israel a partir do território libanês.

    Mais:

    Daesh no Afeganistão é algo que interessa aos EUA e Israel, diz líder iraniano
    'Acusações contra Israel é como ver argueiro nos olhos do vizinho'
    Tags:
    exercícios militares, Hezbollah, Avigdor Lieberman, Líbano, EUA, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik