18:29 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados das Unidades de Proteção Popular (YPG)

    Chanceler russo: EUA estimulam ânimos separatistas entre curdos sírios

    © REUTERS / Rodi Said
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Turquia lança ofensiva contra Afrin (65)
    551

    O chefe da diplomacia russa, Sergei Lavrov comentou a situação atual na Síria e as ações dos EUA em relação aos curdos, qualificando-as como "provocação". O ministro falava na coletiva de imprensa com seu homólogo iemenita, Abdel Malek al-Mekhlafi.

    O ministro das relações Exteriores da Rússia afirmou que as ações dos Estados Unidos na Síria ou são "incompreensão da situação ou uma clara provocação ".

    Segundo o chanceler, os EUA estão tentando afastar os curdos sírios do diálogo com o governo do país, estimulando os ânimos separatistas.

    "Há muito tempo que os Estados Unidos tentam dissuadir os curdos, com os quais estão cooperando, de dialogar com Damasco. Washington estimulou e continua estimulando ativamente os ânimos separatistas entre os curdos, ignorando o caráter delicado [do problema curdo]", disse Lavrov durante a coletiva de imprensa.

    O ministro também afirmou que, por meio de seus aliados curdos, os EUA continuam seguindo a estratégia que visa tomar o controle sobre os territórios na fronteira sírio-turca.

    "Os Estados Unidos tomaram o rumo de criar órgãos de poder alternativos em uma parte significativa da Síria. Washington fornece abertamente […] armas modernas à Síria para os grupos com os quais coopera, em primeiro lugar, às Forças Democráticas da Síria, baseadas na milícia curda", ressaltou, referindo-se à criação de uma Força de Segurança de Fronteiras na zona fronteiriça síria anunciada por Washington.

    Comentando a recente operação militar que a Turquia iniciou no fim de semana na cidade de Afrin contra os curdos sírios, Lavrov apelou outra vez a todas as partes para que respeitem a integridade territorial da Síria.

    Outro passo importante é assegurar a participação dos curdos na regularização da situação na Síria e no futuro processo político, sublinhou o chanceler russo.

    A operação turca Ramo de Oliveira em Afrin começou com ataques aéreos no sábado (20), às 14h00 locais (12h00 de Brasília). No dia seguinte, se iniciou a parte terrestre da campanha. De acordo com o Estado-Maior das Forças Armadas turcas, a operação envolveu 72 aviões, que eliminaram 153 alvos.

    Tema:
    Turquia lança ofensiva contra Afrin (65)

    Mais:

    Síria: 9 pessoas foram mortas pela Turquia em Afrin, diz fonte
    No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria
    Tanques turcos entram em Afrin, apoiando ofensiva da oposição síria
    Tags:
    conflito regional, curdos sírios, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, Rússia, Afrin, EUA, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik