04:51 25 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    EU Foreign Affairs and Security Policy Federica Mogherini, left, speaks during a joint news conference with Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu.

    Israel pede que Europa trabalhe com Trump para reformar acordo nuclear iraniano

    © AP Photo/ Jim Hollander
    Oriente Médio e África
    URL curta
    715

    "Sugiro que eles [os países europeus] levem as palavras do Presidente Trump a sério. Se quiserem preservar o acordo nuclear com o Irã, eles devem propor emendas ao acordo que irá impedir o Irã de ser nuclear, o que os ameaça e o mundo inteiro", disse Netanyahu em uma conferência de embaixadores no Ministério das Relações Exteriores em Jerusalém.

    Bandeiras de Israel e dos EUA
    © AP Photo/ Jacquelyn Martin, Pool
    No começo de janeiro, o governo de Trump anunciou que iria não iria adicionar novas o Irã, como exigido pelo Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA), também conhecido como o acordo nuclear do Irã. No entanto, o líder dos EUA disse que seria a última vez que renovaria o texto sem que ele tenha sido modificado. Trump também anunciou sua intenção de endurecer as sanções pelos testes de mísseis balísticos de Teerã.

    O Serviço Europeu para a Ação Externa (SEAE) anunciou que os países da UE preparariam uma avaliação conjunta das declarações dos EUA, mas pretendiam continuar a cumprir obrigações mesmo com as reclamações de "falhas significativas" de Trump JCPOA.

    O primeiro-ministro israelense, que tem sido um opositor ao acordo nuclear e do governo iraniano, elogiou repetidamente os esforços de Trump em desafiar o JCPOA. Netanyahu acredita que o acordo nuclear com o Irã oferece oportunidades para que Teerã adquira armas nucleares.

    Tags:
    Plano de Ação Conjunto Global, JCPOA, Serviço Europeu para a Ação Externa (SEAE), Benjamin Netanyahu, Donald Trump, Israel, Estados Unidos, Irã, Teerã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik