10:02 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Turkey

    Turquia condena planos dos EUA para criar 'força de segurança fronteiriça' na Síria

    CC0 / Pixabay
    Oriente Médio e África
    URL curta
    134

    A Turquia condena os planos dos Estados Unidos ao criar a chamada Força de Segurança da Fronteira (BSF) no território sírio controlado pela milícia das Forças Democráticas Sírias, dada a ausência de consultas com Ancara. A Sputnik conseguiu acesso à declaração emitida pelo Ministério das Relações Exteriores turco.

    No sábado, o site Defense Post publicou um artigo no qual o porta-voz da coalizão liderada pelos EUA disse as tropas estavam realizando treinamento de uma força de 30 mil homens no território sírio. A ideia é garantir a segurança de áreas fronteiriças controladas pelas Forças Democráticas Sírias.

    "A coalizão não realizou consultas com a Turquia sobre a criação [dessas] forças. Os passos unilaterais, que são apresentados como ações da coalizão, são ações seriamente incorretas que serão prejudicial para a luta contra o Estado Islâmico", afirma a declaração.

    "A continuação da cooperação dos EUA com as Unidades de Proteção Popular curdas (YPG) que é contrária às suas próprias obrigações [dos EUA], compromete a nossa segurança nacional e a integridade territorial da Síria, e isso é inaceitável. Condenamos a persistência da Estados Unidos nesta abordagem errônea, e mais uma vez lembramos que a Turquia está determinada a eliminar quaisquer ameaças e tem todas as possibilidades de fazer isso", ressaltou o Ministério das Relações Exteriores da Turquia.

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, também reagiu à declaração dizendo que as Forças Armadas turcas podem lançar uma operação em áreas controladas pelo YPG, no norte da Síria. Nas últimas semanas, o país bombardeou e até mesmo enviou tanques e outros equipamentos militares para a fronteira com a Síria.

    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores da Turquia, coalizão internacional, Forças Democráticas Sírias, Unidades de Proteção Popular (YPG), Daesh, Estado Islâmico, Recep Tayyip Erdogan, Estados Unidos, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar