16:10 23 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Grafite em Teerã

    Teerã promete 'reação forte' às novas sanções norte-americanas

    © AP Photo/ JEROME DELAY
    Oriente Médio e África
    URL curta
    662

    O Irã tomará medidas e responderá de maneira adequada às ações hostis dos EUA, declarou no sábado (13) a chancelaria iraniana.

    Mais cedo, os Estados Unidos haviam incluído na lista das sanções o aiatolá Sadeq Larijani, líder do sistema judiciária do Irã. Em Teerã esta decisão foi considerada como "ações hostis e ilegais do regime de Trump", que "ultrapassaram todos os limites de comportamento permitidos na comunidade internacional e violam o direito internacional e as obrigações bilaterais e multinacionais dos EUA".

    Estas ações receberão, sem dúvida, uma "reação forte" por parte do Irã, declarou a chancelaria.

    Além disso, a inclusão de iranianos na lista de sanções é vista por Teerã como prova da "hostilidade continua em relação à grande nação iraniana por parte do governo dos EUA".

    Ontem (12), Donald Trump afirmou que prolonga o regime de levantamento das sanções no âmbito do acordo nuclear com o Irã pela última vez e exigiu que a UE participe da revisão do acordo, sublinhando que esta é a última oportunidade para introduzir alterações no JCPOA. Além disso, Trump chamou o Irã de principal patrocinador do terrorismo e declarou que planeja introduzir sanções duras pelo desenvolvimento e testes de mísseis balísticos por parte do Irã.

    Mais:

    Brincando com fogo: EUA devem estabelecer novas sanções contra o Irã, adianta secretário
    EUA irão combater presença do Irã na Síria com sanções agressivas
    EUA ampliam sanções contra Irã
    Tags:
    acordo, relações internacionais, sanções, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik