03:37 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Os marinhos russos e sírios participam dos exercícios militares conjuntos no porto sírio de Tartus.

    Coalizão não enxerga 'motivos para discutir' ataque às bases militares russas na Síria

    © Sputnik / Dmitriy Vinogradov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    431

    A coalizão internacional liderada pelos EUA na Síria e no Iraque não considera necessário discutir com militares russos os recentes ataques terroristas às bases da Rússia em Hmeymim e Tartus, segundo informou à Sputnik nesta terça-feira a assessoria de imprensa do grupo.

    "Não temos motivos para discutir com os russos esse suposto incidente no âmbito do nosso canal de comunicação para prevenção de situações de conflito", revelou a assessoria de imprensa. 

    A coalizão também informou não comentar "operações realizadas pelos russos ou pelas forças governamentais da Síria sem a participação da coalizão ou de seus parceiros".

    Nesta segunda-feira, o ministério da Defesa da Rússia relatou que, na noite do dia 6 de janeiro, as bases militares russas de Hmeymim e de Tartus repeliram um ataque de drones.

    Mais:

    Ex-agente da CIA: terroristas podem estar criando drones com equipamento norte-americano
    Kremlin conclui que ataques terroristas na Síria continuam, diz porta-voz de Putin
    Coalizão internacional admitiu estar treinando combatentes da oposição síria
    Tags:
    drones, ataque, coalizão internacional, Hmeymim, Tartus, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik