09:51 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Pantsir-S1 em ação durante manobras

    Base aérea russa na Síria repeliu ataque massivo de drones

    © Sputnik / Mikhail Fomichev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12604

    O ministério da Defesa da Rússia informou que na noite de 6 de janeiro a base aérea de Hmeymim e a base naval em Tartus, ambas sob administração russa, repeliram um ataque massivo de drones terroristas.

    "Não há vítimas nem danos ao patrimônio nas instalações militares russas", informou um comunicado do ministério da Defesa.

    Dez drones estavam se aproximando da base aérea de Hmeymim e mais três da base naval de Tartus.

    As divisões de interceptação eletrônica tomaram o controle de seis drones. Três destes foram pousados em um território sob controle fora da base, outros três explodiram ao entrar em contato com o solo.

    Outros sete drones foram eliminados.

    "Sete drones foram eliminados por sistemas de defesa anti-aérea Pantsir-S, que estão em prontidão militar 24 horas por dia", informou o órgão.

    O comunicado destaca que a base aérea de Hmeymim e a base naval de Tartus continuam a funcionar normalmente.

    No dia 31 de dezembro, após um ataque com morteiros realizado por terroristas, dois militares morreram na base aérea de Hmeymim na Síria.

    Mais:

    Como defender a base aérea russa de Hmeymim de novos ataques inimigos?
    Tartus pode se converter na base naval mais poderosa da Rússia no exterior
    Putin assina ratificação do acordo com Síria para expansão da base naval russa em Tartus
    Analista sobre meta do ataque à base russa na Síria: arruinar todo empenho de Moscou
    Senador: ataque contra base russa na Síria seria impossível sem participação dos EUA
    Tags:
    terrorismo, ataque, drones, Pantsir-S, Tartus, Hmeymim, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik