21:59 21 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Protestos no Irã

    Autoridades iranianas ameaçam punir severamente manifestantes detidos

    © AP Photo / Ebrahim Noroozi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Protestos se alastram pelo Irã (34)
    16255

    O chefe do Tribunal Revolucionário do Irã declarou que aqueles que continuarem participando dos protestos no país, mesmo depois de três dias de início, enfrentarão as punições mais severas.

    Segundo Hojjatoleslam Mousa Qazanfarabadi, os que continuam participando dos protestos mesmo depois de três dias de início, conscientemente saem às ruas optando por violência, apesar das ações em questão serem completamente proibidas pelo governo.

    Diariamente, os participantes dos protestos enfrentarão as punições mais severas.

    "Eles serão considerados não como protestantes, mas como rebeldes que tentam minar o Estado", informa agência Tasnim.

    Qazanfarabadi acrescentou que os detidos, que chefiavam protestos e tinham ligações com serviços de inteligência estrangeiros, serão processados sem dúvida alguma.

    Anteriormente, surgiram informações sobre detenção de cerca de 450 pessoas nos últimos três dias em Teerã. As forças de segurança iranianas detiveram alguns responsáveis pelos protestos.

    No dia 28 de dezembro, grandes cidades iranianas viraram palco de protestos em massa devido às dificuldades econômicas no país. Segundo vários dados, cerca de 20 pessoas já morreram durante manifestações. O presidente do país, Hassan Rouhani, afirma que protestos são provocados tanto por problemas internos quanto por interferências de outros países.

    Tema:
    Protestos se alastram pelo Irã (34)

    Mais:

    Trump afirma que chegou a hora de mudanças no Irã
    Vice-presidente Pence: EUA não ignorarão os protestos no Irã
    Imprensa: mais uma pessoa morre durante manifestações antigoverno no Irã
    Tags:
    detidos, punição, protestos, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik