23:57 19 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    460
    Nos siga no

    As autoridades iraquianas decidiram expandir por dois meses a proibição imposta em setembro contra voos internacionais à região separatista do Curdistão.

    De acordo com informações veiculadas pela mídia do país nesta quarta-feira, as restrições, que deveriam acabar nesta sexta-feira, seguirão até o dia 28 de fevereiro. A medida, que afeta os aeroportos de Arbil e Sulaimani, tem como origem a tentativa de independência da província, que chegou a realizar um referendo popular sobre o assunto há três meses.

    "É triste que o governo do Iraque tenha tomado essa decisão enquanto nós estávamos esperando uma conversa para começar a resolver esses problemas", disse o ministro do Transporte, Mawlud Bawamurad, ao site Rudaw.

    Mais:

    Trump: Síria e Iraque estão 'quase 100%' livres do Daesh
    Miss Iraque foge de seu país por causa de polêmica foto com Miss Israel
    Não haverá independência no Curdistão iraquiano?
    'Por que Washington nos castiga?': ex-líder do Curdistão iraquiano acusa EUA de traição
    Tags:
    Rudaw, Mawlud Bawamurad, Sulaimani, Arbil, Curdistão, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar