10:18 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    George Weah sorri durante em uma sala na capital da Libéria, a cidade de Monrovia. Foto tirada em 10 de agosto de 2014. (AP / Jonathan Paye-Layleh)

    Com baixo comparecimento às urnas, ex-jogador George Weah é eleito presidente da Libéria

    © AP Photo / Jonathan Paye-Layleh
    Oriente Médio e África
    URL curta
    120
    Nos siga no

    O ex-astro do futebol mundial, George Weah, foi eleito nesta quarta-feira (27) o novo presidente da Libéria. O anúncio oficial deve ser realizado ainda hoje.

    A contagem de votos a nível distrital aponta a vitória do senador da Libéria na disputa pela presidência do país, em segundo turno, contra o atual vice-presidente, Joseph Boakai. A votação aconteceu ontem, terça-feira (26), e deu a Weah a vitória em 12 dos 15 distritos do país. Apesar disso, a mídia local apontou que a data após o Natal prejudicou as eleições que, segundo afirmam, teria tido baixo comparecimento dos eleitores.

    Acusações de fraude nas eleições foram refutadas pelo presidente eleito, que se manifestou no Twitter reforçando sua fé no sistema eleitoral do país. 

    ​"Com os resultados que já saíram, o embaixador George Manneh Weah é o presidente eleito. Na nossa sala contagem de votos, temos mais de 70%", disse à Reuters Morluba Morlu, vice-gerente de campanha da Weah.

    A comissão eleitoral nacional deverá anunciar os resultados preliminares oficiais ainda hoje (27).

    George Weah se candidatou pela Coalizão por uma Mudança Democrática, e teve 38,4% dos votos ainda no primeiro turno. Já Joseph Boakai, candidato pelo Partido da Unidade, tinha conseguido 28,8%

    Weah  ficou conhecido como estrela do futebol mundial após jogar em times como Paris Saint-Germain e Milan. Até hoje, foi o único jogador africano a ser eleito melhor jogador do mundo pela FIFA, o que ocorreu em 1995.

    Em 2015, ele se tornou senador da Libéria, anunciando a campanha à presidência ainda no ano passado.

    Mais:

    EUA estudam aumentar sua presença militar na África
    Por que antigos reatores nucleares chineses na África representam um risco ao mundo?
    África corre risco de ser contaminada pelo Daesh
    Mais bases, menos paz: Por que bases estrangeiras representam perigo para África
    Tags:
    eleições na Libéria, Joseph Boakai, George Weah, Libéria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar