17:48 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Monte do Templo, na Cidade Velha de Jerusalém

    Após EUA e Guatemala, Israel diz que 10 países podem levar embaixadas para Jerusalém

    © AP Photo / Sebastian Scheiner
    Oriente Médio e África
    URL curta
    A aventura da capital de Israel (89)
    556

    Israel está em negociações com mais de dez Estados para o reconhecimento de Jerusalém como a capital israelense e a transferência das embaixadas de Tel Aviv para Jerusalém, disse o vice-ministro do exterior do país, Tzipi Hotovely.

    "Existem países em todos os continentes, posso dizer que são cerca de dez Estados e nosso Ministério de Relações Exteriores desenvolve um trabalho sério com cada um deles", disse Hotovely em um programa da rádio Kan.

    O vice-chanceler disse que alguns desses países são europeus, mas não deu mais detalhes.

    Ao mesmo tempo, lembrou que o presidente do Congresso dos Deputados da Romênia, Liviu Dragnea, exortou as autoridades do país a analisar bem a transferência da embaixada de seu país para Jerusalém.

    Em entrevista ao jornal israelense Haaretz, Hotovely disse que, em primeiro lugar, as negociações estão focadas no reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel.

    Segundo a publicação, "diplomatas israelenses estimam que Honduras é provavelmente um dos países que tomará a mesma decisão", como os EUA e a Guatemala.

    Em 6 de dezembro, a administração dos EUA anunciou sua decisão de reconhecer oficialmente Jerusalém como a capital de Israel e mudar sua embaixada, tradicionalmente localizada em Tel Aviv, para a cidade sagrada.

    A decisão dos EUA desencadeou vários protestos de palestinos que disputam esse território e provocaram críticas severas da comunidade internacional.

    Na semana passada, após uma votação, a Assembleia Geral da ONU proclamou nula e sem efeito a decisão dos EUA de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel. A resolução sobre o estatuto de Jerusalém foi aprovada com 128 votos a favor, 9 contra e 35 abstenções.

    No entanto, no domingo passado, o presidente da Guatemala, Jimmy Morales, anunciou sua intenção de mudar a embaixada guatemalteca para Jerusalém, indicando que Israel é um "aliado da Guatemala e deve ser apoiado".

    A Guatemala estava entre os 9 países que votaram contra a resolução.

    Tema:
    A aventura da capital de Israel (89)

    Mais:

    A exemplo dos EUA, Guatemala decide transferir embaixada para Jerusalém
    Parlamentar iraniano alerta sobre violência caso EUA transfiram embaixada para Jerusalém
    Israel diz que mais países 'consideram seriamente' levar embaixadas para Jerusalém
    Tags:
    islâmicos, muçulmanos, judeus, política, diplomacia, Liviu Dragnea, Tzipi Hotovely, Guatemala, Estados Unidos, Jerusalém, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar