12:58 19 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    A aventura da capital de Israel (89)
    3123
    Nos siga no

    A decisão radical de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital israelense provocou forte condenação por parte da Palestina, e o seu líder, Mahmoud Abbas, avisou sobre graves consequências no processo de paz na região.

    O embaixador palestino na Rússia, Abdel Hafiz Nofal, declarou nesta sexta-feira (8) que a Palestina não pode aceitar que os EUA atuem como mediadores nas negociações sobre a solução do conflito entre Israel e seu país, acrescentando que Palestina está buscando novos intermediários.

    "Para mim, como palestino que representa Mahmoud Abbas na Rússia, os EUA não podem mais ser considerados intermediários, estamos à procura de outros", declarou Abdel Hafiz Nofal.

    "Do nosso ponto de vista, Estados Unidos perderam valor como intermediários", continuou.

    Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou o reconhecimento de Jerusalém como capital israelense, bem como a transferência da embaixada norte-americana de Tel Aviv para a cidade sagrada.

    Ao responder à pergunta se Palestina vai se opor à participação norte-americana no novo formato teórico, o embaixador disse: "Com certeza". "A única condição trata-se do cancelamento da decisão sobre Jerusalém", frisou.

    Tema:
    A aventura da capital de Israel (89)

    Mais:

    Escola francesa no Líbano é obrigada a se desculpar por colocar Israel no mapa
    Influência de evangélicos teria sido crucial para decisão de Trump sobre Jerusalém
    Al-Qaeda prega apoio aos palestinos contra 'desafio ao mundo muçulmano' imposto pelos EUA
    Tags:
    negociações de paz, capital, reconhecimento, Donald Trump, Mahmoud Abbas, Jerusalém
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar