21:23 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldado do exército sírio com arma na mão na província síria de Quneitra, 4 de novembro de 2017

    Fontes do Pentágono afirmam que EUA manipularam número de militares na Síria

    © REUTERS/ Alaa Al-Faqir
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4410

    O Pentágono deve reconhecer nos próximos dias que o número de militares dos Estados Unidos na Síria é quatro vezes maior do que o divulgado inicialmente.

    Até o momento, Washington reconhece a operação de 503 militares em solo sírio. A maior parte deles presta apoio logístico e treina a Força Democrática Síria — um grupo de maioria curda que luta contra o Daesh no norte do país.

    Contudo, fontes anônimas do Pentágono ouvidas pela agência Reuters afirmaram que, na verdade, existem pouco mais de 2 mil militares na Síria. A expectativa é que o Governo reconheça o número real de militares por meio de pronunciamento na próxima semana, mas pode haver alterações nesse cronograma.

    Procurado pela Sputnik, o Pentágono afirmou que "não tem nada a acrescentar" sobre a reportagem.

    Precisar o número de militares dos Estados Unidos operando no exterior é uma tarefa difícil. Desde Barack Obama (2009-2017), um sistema chamado Nível de Gerenciamento de Força (FML, na sigla em inglês) é utilizado para fazer este cálculo.

    Oficialmente, são 503 miltiares na Síria e outros 5.262 no Iraque. Em agosto, o Pentágono afirmou que 11 mil militares estão no Afeganistão.

    Ainda assim, há maneiras de contornar o FML ao trazer soldados de maneira temporária e por meio da contratação de terceirizados. 

    Mais:

    'Possuímos todo o necessário': Síria planeja construir ferrovia até China
    Rússia confirma diminuição 'significativa' de suas forças na Síria
    Bombardeiros russos atingem alvos do Daesh na Síria
    Estado-Maior General: Rússia pode reduzir sua presença militar na Síria
    Para analista, Rússia preveniu na Síria guerra civil crônica igual à da Líbia
    Síria continua ofensiva contra Daesh com apoio da Força Aérea russa no vale do Eufrates
    EUA planejam manter presença militar na Síria para minar poder de Assad
    Damasco aprova declaração conjunta da Rússia, Irã e Turquia sobre crise síria
    Putin: Assad está pronto para realizar a reforma constitucional na Síria
    Tags:
    Daesh, Pentágono, Estados Unidos, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik