06:04 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    © Sputnik .

    O exército sírio libertou a cidade de Al-Bukamal apoiado por seus colegas iraquianos. A milícia iraquiana Hasdi Sabi realizou apoio de fogo a partir do território iraquiano, impedindo que os terroristas atravessassem a fronteira sírio-iraquiana.

    O representante do comando de operações conjuntas contra o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) no território do Iraque, general de brigada Yahi Rasul, contou à Sputnik Árabe que em breve o território iraquiano fronteiriço com a Síria será completamente libertado dos terroristas.

    "A parte deserta do país […] que fica perto da fronteira sírio-iraquiana será completamente libertada do resto dos militantes que lá se abrigaram", afirmou.

    O general sublinhou que nas povoações já libertadas os sapadores continuam desativando bombas.

    "Após a derrota em Mosul, a capital da província de Ninawa, todos entenderam que o tempo do Daesh já passou. Eles perderam sua força militar, autoridade e futuro. Agora, eles estão utilizando as forças restantes para minar ao máximo os territórios que abandonam. Encontramos e desativamos um enorme número de bombas", contou o militar iraquiano.

    Em 9 de novembro, o exército sírio anunciou a vitória sobre os terroristas do Daesh em Al-Bukamal, no sudeste da província de Deir ez-Zor.

    Porém, os jihadistas conseguiram organizar um contra-ataque usando as "células dormentes" do grupo existentes na respectiva cidade. Em 19 de novembro, foi informado que o exército sírio e seus aliados conseguiram retomar o controle de Al-Bukamal.

    Mais:

    Estado-Maior General: Rússia pode reduzir sua presença militar na Síria
    Para analista, Rússia preveniu na Síria guerra civil crônica igual à da Líbia
    Tags:
    combate ao terrorismo, Daesh, Al-Bukamal, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar

    Mais vídeos