05:40 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Pessoas assistem na televisão o presidente zimbabuano Robert Mugabe se dirigindo à nação em um bar em Harare, Zimbábue, 19 de novembro de 2017

    Mugabe obtém imunidade como parte do acordo de renúncia

    © REUTERS/ Philimon Bulawayo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    'Transição sem sangue' no Zimbábue (19)
    412

    Na terça-feira (21) foi anunciado que Robert Mugabe se demitiu imediatamente, pondo fim ao seu governo de 37 anos no Zimbábue.

    De acordo com a agência Reuters, citando fontes próximas das negociações, foi concedida imunidade à acusação ao ex-presidente zimbabuano Robert Mugabe como parte do acordo de resignação.

    Além disso, a segurança de Mugabe, segundo jornalistas, será protegida no Zimbábue depois do anúncio feito na terça-feira por Jacob Mudenda, porta-voz do parlamento zimbabuano, que leu a carta de Mugabe sobre a sua demissão imediata, que marcou o fim do seu governo de 37 anos no país africano.

    Segundo a carta divulgada na sequência do impeachment lançado pela União Nacional Africana do Zimbábue — Frente Patriótica (ZANU PF, na sigla em inglês) depois de o presidente ter ignorado o prazo limite de segunda-feira para se demitir, Mugabe teria decidido desistir para permitir a transição pacífica do poder no país.

    O ex-vice-presidente zimbabuano, Emmerson Mnangagwa, que deverá substituir Robert Mugabe no cargo, chegou recentemente ao Zimbábue, devendo a cerimónia do juramento ter lugar em 24 de novembro.

    A crise política no Zimbábue se desencadeou no início de novembro, quando Mugabe demitiu o então vice-presidente Mnangagwa que, como muitos pensavam, devia ser sucessor de Mugabe e era apoiado pelos militares. Isso levou o exército a enviar tropas para Harare e à prisão domiciliar de Mugabe.

    Tema:
    'Transição sem sangue' no Zimbábue (19)

    Mais:

    Oficiais são ordenados a expulsar Mugabe, diz porta-voz do parlamento zimbabuano
    Mugabe teria aceitado condições para sua demissão
    Mugabe ignora pedidos de renúncia em discurso na TV
    Tags:
    imunidade, demissão, crise, presidência, juramento, Robert Mugabe, Zimbábue
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik