13:04 08 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4311
    Nos siga no

    Em declarações à Sputnik, o ativista yazidi no Iraque, Hussein al-Hansuri, revelou nos mercado de escravos do Daesh (grupo terrorista, proibido na Rússia) na Síria até então são vendidas mulheres yazidis, que foram sequestradas.

    O preço é variável: de 10 a 20 mil dólares (R$ 32.560 — 65.120). As mais caras são as garotas bonitas de 11 a 20 anos de idade. As yazidis são mais procuradas, pois têm uma aparência diferenciada das mulheres iraquianas. Há loiras de olhos azuis e verdes; são muito buscadas e há muitas.

    Vale destacar que há uma rede de busca e resgate de familiares nos mercados do Daesh. O dinheiro é repartido entre todos os "agentes" envolvidos. Recebe mais aquele que expõe a pessoa capturada à venda. Depois da conclusão do negócio, a pessoa resgatada se dirige ao Curdistão iraquiano, de onde ele pode ser levado para casa pela sua família, contou al-Hansuri à Sputnik Árabe.

    Chefe do Centro de ajuda para yazidis sequestradas Husein Qaidi informou à Sputnik que desde a abertura do centro em 2014, das mãos dos terroristas foram salvas 3.178 pessoas no território do Iraque e Síria. Delas, 1.128 eram mulheres e meninas. Segundo informações do centro, mais de mil pessoas continuam em cativeiro terrorista.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar