03:16 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente de Angola, João Lourenço, antes do seu primeiro pronunciamento presidencial em Luanda, 16 de outubro de 2017

    Presidente angolano afasta chefes da polícia e inteligência militar

    © AFP 2017/ AMPE ROGERIO
    Oriente Médio e África
    URL curta
    230

    João Lourenço, presidente de Angola exonerou nesta segunda (20) as chefias da Polícia Nacional e do Serviço de Inteligência e Segurança Militar. Já foram anunciados os nomes dos sucessores.

    Desde a tomada de posse, o presidente João Lourenço já demitiu muitas pessoas de cargos-chave do país. Dessa vez o processo atingiu forças de segurança, sendo demitidas chefias da Polícia Nacional e do Serviço de Inteligência e Segurança Militar, informa TPA, a TV pública de Angola.

    Por ordem do presidente angolano foi afastado Ambrósio de Lemos, comandante-geral da Polícia Nacional, que já tem sucessor — Alfredo Eduardo Manuel Mingas, ex-comandante da Polícia de Intervenção Rápida.

    Citado pelo portal de notícias português Observador, Ambrósio de Lemos desmente que se trata de motivos políticos: "Agora chegou à altura, porque a idade já é alguma. Chegou à altura do descanso", afirmou.

    António José Maria, ex-chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar, será substituído por Apolinário José Pereira, que, por sua vez, para poder desempenhar o novo cargo, foi exonerado da Comissão Especial de Serviço no Ministério das Relações Exteriores.

    Mais:

    Angola: João Lourenço sucede a José Eduardo dos Santos
    38 anos de governo controverso: 'irremovível' líder angolano deixa o poder
    Presidente de Angola exonera Isabel dos Santos da administração da maior petrolífera
    Tags:
    polícia, presidente, João Lourenço, Angola
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik